Festival Oito Mãos, Monumentos com Música Dentro Percorre O Douro Até Setembro

A 4ª edição do festival Oito Mãos, Monumentos Com Música Dentro percorre, até setembro, 19 concelhos da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Douro.

O festival, que tem no nome a sua estrutura e o seu propósito, é constituído por concertos de quartetos, em património classificado ou de interesse municipal. Nos últimos três anos, o “Oito Mãos”, promoveu 26 concertos de harpas, violoncelos, acordeões, entre outros instrumentos, desde o jazz, passando pela música erudita ou world music, dinamizados em monumentos em todo o Trás-os-Montes e Alto Douro.

Promover o património, através da música, é um dos objetivos primordiais do festival. A edição de 2018 começou em Mesão Frio, ao som do jazz com Isabel Quartet, seguiu-se, no dia 1 de agosto, na Igreja Matriz de Sabrosa, o Quarteto Ghaveta, uma conjugação de harpa, voz, percurssão, violino, guitarra acústica e bouzouki.

Ontem o Festival passa pelo Solar dos Freixos e pela Igreja Matriz de Sernancelhe.

O Solar dos Freixos, é um sóbrio, mas aristocrático edifício dos séculos XVII e XVIII que substituiu outro de bem maior antiguidade do século XV. Eram estas as moradas ancestrais da poderosa família dos Coutinhos, condes de Marialva. Já a Igreja Matriz de Sernancelhe, a par da diversidade artística do seu interior, confere-lhe a classificação de extraordinário exemplar do românico em Portugal.

O festival tem entrada gratuita, passará pelos 19 concelhos do CIM do Douro, com um leque variado de quartetos. A programação completa pode ser acompanhada na página oficial do Festival.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.