Festival Musidanças Anima Martim Moniz Amanhã

A Cultura lusófona vai estar em destaque, este sábado, no Martim Moniz, na 16ª edição do Festival Musidanças. Lindu Mona, Francisco Naia, Classic La Familia e Jorge Rosa são alguns dos nomes que fazem parte do cartaz. Das 10h00 às 22h00 há musica para todos, com acesso gratuito.

A edição deste ano adota o lema “Tradição e Urbanidade” e incentiva o debate junto das novas gerações sobre a importância da música tradicional enquanto património cultural.

O dia vai começar com os Toca a Rufa, grupo de percussão canto e dança, com outros como os Ranchos Folclóricos da Casa do Povo de Corroios. A festa prossegue com artistas como Francisco Naia (canto de intervenção); Lindu Mona (tradicional angolano) e Jorge Rosa (fusão da música tradicional angolana de Sofia Rosa numa interpretação contemporânea); Carlos Clara Gomes (folk luso); o rap e o hip hop dos Monte Real, Classic La Familia, ou, Adjoint; a kizomba de Paulo Ney, e DJ’s como +Plus e Bob Figurante.

O Musidanças foi idealizado pelo músico angolano Firmino Pascoal, do projeto Lindu Mona, faz 16 anos. Desde 2001 que este festival se dedica anualmente à promoção e divulgação das artes produzidas por artistas dos países de Língua Portuguesa e utiliza a ideia de Lusofonia para obter maior acesso à inserção social, cultural e artística na sociedade portuguesa. Este festival é apoiado pela Câmara Municipal de Lisboa, pelo Mercado de Fusão, pela Cadeira Amarela, Toca a Rufar, Casa do Povo de Corroios, RDS, Cristina Lopes e pela Associação Jungleplanet.

O festival decorre entre as 10h00 e as 22h00, no Mercado de Fusão da Praça do Martim Moniz, com entrada livre.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.