Festival Materiais Diversos Decorre De 27 De Setembro A 5 De Outubro,

Minde, Cartaxo e Alcanena acolhem de 27 de setembro a 5 de outubro, a 10ª edição do Festival Materiais Diversos. Um evento que combina artes performativas contemporâneas, exposição, ações de participação, conversas e debates e momentos musicais.

Ao número 10 das edições do festival, juntam-se 60 atividades, 17 espetáculos dos quais 5 estreias absolutas e 4 estreias nacionais, 1 exposição, 3 ações de participação, 20 conversas e debates e 4 momentos musicais, reunindo um total de 150 artistas.

Durante estes nove dias (dez menos um, para votar) propomos a cada participante perscrutar além da superfície, abrir caminhos entre as diferenças que afinal tanto nos separam como nos aproximam, passarmos de espectadores a actores da vida pública e da vida (em) comum.

Da vasta programação do Festival, destaque para a estreia em Portugal, do espetáculo As Far as My Fingertips Take Me, da premiada artista libanesa Tania el Khoury, a abrir o Festival no Museu de Aguarela Roque Gameiro, em Minde, no dia 27 de setembro, numa performance que questiona “ a atual condição dos refugiados na Europa e a sua relação com os europeus.”

Relacionado também com o tema das migrações, o espetáculo Pleasant Island, de Silke Huysmans e Hannes, outra estreia nacional, a acontecer no dia 4 de outubro, no Centro Cultual do Cartaxo.

O último dia do Festival acolhe a estreia Don’t be Frightened of Turning The Page, de Alessandro Sciarroni, com uma inovadora obra coreográfica, num espetáculo a realizar-se na Praça de Touros do Cartaxo.

As estreias absolutas acontecem na Casa da Memória, em Minde, nos dias 28 e 29 de setembro, com Jogo de Lençóis de Lígia Soares; no Auditório do Sindicato dos Curtumes, em Alcanena, também a 28 e 29 de setembro, com o espectáculo-percurso Viagem a Portugal, de Joana Craveiro, numa criação da companhia Teatro do Vestido. Na dança, destaque para as estreias absolutas de Mistério da Cultura, de David Marques e Partilhas/Exchanges de Filipa Francisco, no primeiro dia do festival e FoFo, a mais recente criação da coreógrafa e bailarina Ana Rita Teodoro, no último dia.

Para visitar de 1 a 5 de outubro, na Galeria Municipal do Cartaxo, Selva Coragem, do Teatro do Frio, uma criação que articula arte sonora, escrita e performance.

Para o público mais jovem estão agendados os espetáculos: Juana Azurduy, de Cláudia Gaiolas, um espetáculo que faz parte de uma série de quatro, a partir da coleção de livros Anti Princesas; MESA de Catarina Requeijo, numa exploração sobre este objeto e Sublinhar, o primeiro espectáculo de dança para crianças de Marta Cerqueira.

As “Noites Longas” acolhem a festa de abertura, no dia 27, com a dupla DJ SlowFlow, no Edifício António Alves Raposo, em Minde; Manuel Cruz, no dia seguinte, para um espetáculo na Fábrica de Cultura de Minde; a banda They Must Be Crazy, no dia 4 de outubro, no Mercado Municipal do Cartaxo e, a fechar o Festival, o DJ Maboku, no Mercado Municipal do Cartaxo.

O Festival conta ainda com um “Ponto de Encontro”, desenvolvido por In Situ e com programação própria, entre muitas outras atividades.

Os espetáculos Juana Azurduy, MESA e Sublinhar são de entrada gratuita para escolas e as sessões para famílias têm o preço único de 3 euros por pessoa. O espetáculo Margem é de entrada gratuita para escolas e tem o preço de 6 euros ou 3 euros com descontos.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.