Festival Lua Cheia Invade Aldeia De Coêdo A 20 De Julho

Promovido pela Peripécia Teatro, o Festival Lua Cheia, decorre entre 20 e 25 de julho, na Aldeia de Coêdo, com apresentação de cinco espetáculos de teatro e uma sessão de cinema, bem como a inauguração da obra Tragos e Komos, de Carlos No.

A marcar o início do Festival, no dia 20 de julho, pelas 22h00, as máscaras de madeira do Carnaval de Lazarim apresentam Fardo, «um espetáculo de carácter poético e universal».

No dia seguinte, Conto Contigo, uma coprodução com o Espaço Miguel Torga e o Município de Sabrosa, dá vida aos contos de António Modesto Navarro, Miguel Torga e João de Araújo Correia, acompanhados pela música ao vivo de Rui Fernandes.

No dia 22 de julho, sobe ao palco a segunda parte do Zona, do Projecto Ruínas, peça que se debruça sobre a pandemia e que conta histórias das pessoas vítimas de patologias, maleitas e infeções de todo o tipo.

O dia 23 de julho é dedicado ao cinema, com E Agora, Onde Vamos?, um filme de Nadine Labaki.

Filho?, uma interrogação teatral para a infância e juventude, criada em conjunto pelo Teatro O Bando e pelo Teatrão, a partir do romance Para Onde Vão os Guarda-Chuvas, de Afonso Cruz, sobe ao palco no dia 24 de hulho.

A fechar o festival, no dia 25 de julho, uma produção da Peripécia Teatro: 13, peça que pretende repensar os dogmas em torno da suposta missão espiritual da Igreja Católica.

Os bilhetes, já estão à venda, e têm um custo de 3 euros.

A programação completa pode ser vista aqui.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.