Festival Internacional Máscara Ibérica Regressa a Lisboa

Por Alexandra Gil (Texto e Fotos)

O Rossio e a Baixa recebem até domingo mais uma edição do Festival Internacional Máscara Ibérica. A iniciativa conjunta da EGEAC e da Progestur celebra o 10.º aniversário e promete fazer a festa com muita cor, animação, música, sabores e usos e costumes de Portugal e Espanha.

Na apresentação à imprensa realizada esta manhã no cenário da Mostra das Regiões, na Praça do Rossio, Joana Gomes Cardoso (presidente da EGEAC) e Hélder Ferreira (presidente da Progestur) destacaram esta parceria que tantos frutos tem dado, não esquecendo de salientar a dimensão internacional do evento.

Segundo Hélder Ferreira, o segredo do sucesso do FIMI é esta mesma parceria e um programa que todos os anos se renova. O responsável da Progestur deixou assim a promessa de mais uma edição memorável, com o maior desfile de sempre e com grande qualidade. Recorde-se que o desfile é o ponto alto do festival, trazendo a Lisboa 30 grupos, vindos do Norte e Centro de Portugal, Galiza, Zamora, León, Cáceres, Astúrias, Navarra, Cantábria, entre outros, num total de cerca de 700 participantes. Previsto para sábado, às 16h30, o desfile parte da Praça do Município, seguindo pela R. do Ouro até ao Rossio, devendo durar por volta de 90 minutos.

fimi2015_7Para além desta tarde bem animada, o programa inclui showcookings e workshops em torno da gastronomia ibérica. Em destaque está a Escola Profissional da Nazaré, cujos alunos protagonizam diariamente live cookings que combinam tradição e inovação.

Na Mostra das Regiões é possível conhecer algumas regiões do país vizinho, vem como descobrir e adquirir iguarias e peças artesanais, distribuídas por três dezenas de espaços. A animação de rua, essa está a cargo pelos Sidros de Valdesoto (Astúrias), pelos também espanhóis Gaiteiros de Viana do Bolo e ainda pelos portugueses Caçulas.

Quanto a música, o Palco Ibérico montado em pleno Rossio promete concertos de folk de raiz tradicional europeia com elementos de fusão entre o folclore, o ska-folk e o rock, nas noites de sexta e sábado e também na tarde de domingo. No dia 8, atuam os madrilenos Stolen Notes e a 9 chega a vez dos mirandeses Galandum Galundaina; ambos os espetáculos arrancam às 22h00. No domingo, o encerramento da festa faz-se também em português com os Bicho do Mato, a partir das 17h00.

A não esquecer que, como vem sendo hábito, se realiza o Concurso de Fotografia FIMI, cuja exposição com as fotos vencedoras da edição passada se encontra patente no Rossio.

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.