Festival Internacional da Máscara Ibérica já arrancou em Lisboa

Reportagem de Alexandra Gil

fimi_3Começou hoje, dia 8 de maio, a IX Edição do Festival Internacional da Máscara Ibérica. Organizada pela Progestur, em parceria com a EGEAC, a iniciativa volta uma vez mais, e até domingo, a animar o Rossio, em Lisboa.

O ponto alto do evento será o já habitual Desfile Máscara Ibérica que, previsto para sábado, irá partir às 16h30 da Praça do Município, percorrendo depois a Rua do Ouro em direção ao Rossio. Este ano são esperados mais de 500 participantes, divididos em 30 grupos. O Norte e Centro de Portugal, Galiza, León, Zamora ou Astúrias são apenas algumas das regiões representadas neste desfile, que conta em estreia absoluta com a participação do grupo Mamuthones e Issonhadores Pro Loco Mamoiada, da Sardenha, Itália.

As noites de sexta e sábado e a tarde de domingo vão ser de festa no Palco Ibérico, com concertos de música folk de raiz tradicional europeia com elementos de fusão entre o ska, reggae e rock. Já amanhã, às 22h00, regressam os espanhóis Skama La Rede, grupo responsável por um dos mais memoráveis espetáculos de sempre do festival. Sábado, à mesma hora, chega a vez do Rossio se render a Kepa Junquera, músico basco que é uma referência da música folk. Com o seu acordeão diatónico, chamado trikitita, Junquera tem conquistado públicos em todo o mundo, estabelecendo a fronteira entre os sons do País Basco e uma sonoridade mais contemporânea. O Palco Ibérico despede-se no domingo, às 18h00, com a atuação dos portugueses Ginga.

E se música não vai faltar para os lados do Rossio, o mesmo acontece com a gastronomia. Grande aposta desta edição, os sabores ibéricos irão marcar presença através de workshops e showcookings, e muito bem acompanhados dos vinhos peninsulares. Em 2014, a vertente gastronómica do festival conta com, entre outros, os chefes Michelin Vítor Matos, Miguel Laffan, Marcos Moran e André Silva.

Todos os dias, a partir das 11h00 e até à 1h00 é ainda possível apreciar a Mostra das Regiões, que este ano se apresenta com 30 espaços dedicados ao artesanato de Portugal e Espanha, nomeadamente de regiões ligadas à máscara, e a iguarias de fazer crescer na boca como os queijos, os fumeiros e a doçaria. A animação de rua, essa está assegurada pelos Sidros de Valdesoto (Astúrias), pelos italianos Mamuthones e Issonhadores Pro Loco Mamoiada, pelos Gaiteiros de Viana do Bolo (Espanha) e pelos portugueses Pauliteiros da Granja.

This slideshow requires JavaScript.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.