Festival F – Vila Adentro foi pequena para tanta gente

Reportagem de Paulo Sopa e Ana Horta

festical f (2 de 59)Terminou no sábado a primeira edição do Festival F. E, tal como anunciado, foi mesmo F de Festival, F de Festa, F de Faro! No último dia do evento, a cidade velha recebeu um cartaz de luxo, exclusivamente português: Luisa Sobral, Tiago Bettencourt, Miguel Araújo, Capicua e Capitão Fausto, sem esquecer bandas e artistas locais como os Nome, The Wax Flamingos e Eudoro Grade.

Com 5 palcos distribuídos pelo recinto, o Festival F iniciou a última noite com uma apresentação de guitarra clássica por Eudoro Grade, seguida da banda local The Wax Flamingos no cenário fantástico que são os claustros do museu municipal. Luisa Sobral levou os muitos fãs numa viagem à sua sala, com um concerto a solo, sem “set list” definida, o que permitiu apresentar os temas ao “sabor do vento” consoante a vontade do público. Apresentou alguns temas do seu novo trabalho – um disco infantil – e tocou outros já bem conhecidos de todos, terminando com o aclamado “Xico”.

Pouco depois, subiu Tiago Bettencourt ao palco para um concerto, diria, memorável. Com uma energia contagiante que quase parecia querer exorcizar algo de dentro do seu corpo, Tiago Bettencourt e a sua banda tocaram temas rock durante grande parte do concerto, levando o público ao delírio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Faro recebeu milhares de pessoas para este festival, e o que se sentiu é que a população farense estava sedenta de eventos desta natureza na sua cidade e já merecia um festival assim, que conjugasse a boa música com o aproveitamento do espaço fantástico que é a Cidade Velha.

Para os responsáveis da ideia e da organização deste festival, têm obrigatoriamente que ficar os parabéns pela iniciativa e a motivação para que se comece já a planear a segunda edição, no próximo ano.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.