Festival Dos Canais Regressa A Aveiro

A “Veneza portuguesa” acolhe, de 17 a 21 de julho, a 4ª edição do Festival dos Canais, transformando a cidade num palco a céu aberto, com mais de 250 espetáculos de entrada livre.

Dos 251 espetáculos agendados, nota para 15 estreias nacionais, 4 estreias absolutas, 32 companhias, 280 artistas oriundos de 16 países, com a participação de artistas e companhias consagrados como Gilberto Gil, Mariza, HMB, Capicua e a Companhia Walk The Plank.

As questões ambientais e diferenças culturais estão na agenda artística do evento, como é exemplo a exposição Eco-Logias Artísticas nos Canais, com curadoria de Madina Ziganshina, patente, durante o festival, no edifício da antiga Capitania do Porto de Aveiro, que aborda temas relacionados com a ecologia e que convida o público a provar e a testar as obras de arte em exibição.

O Festival dos Canais faz-se de propostas culturais, desportivas e de lazer, de acesso livre, com teatro de rua, concertos, instalações artísticas, performances, oficinas, atividades desportivas, mercados de rua e DJs.

O Palco Principal acolhe, no dia 17 de julho, Capicua num espetáculo em conjunto com a banda Sinfónica de Aveiro banda Amizade; no dia seguinte, os HMB; Gilberto Gil, no dia 20 de julho e a encerrar o festival, Mariza, no dia 21 de julho.

O espetáculo Sparkl!,Worldbeaters, com percussionistas de Aveiro; o projeto Tales of The Lagoon, um espetáculo de Teatro de Rua encomendado pelo Festival dos Canais à Companhia Walk The Plank; a participação da Banda Amizade e a Fanfarra dos Canais são alguns dos exemplos das criações da comunidade local.

Destaque, no Festival dos Canais 2019, para a estreia nacional Esencial, da companhia Vaivén Circo, um espetáculo de circo contemporâneo e de dança; a atuação da companhia inglesa Sparkl!,Worldbeaters, teatro de rua; O2, da companhia PIA, de Macau; Tales of The Lagoon, adaptação da companhia de teatro Walk The Plank ao espetáculo River Stories; Lampadophores, da companhia francesa Picto Facto; Meeting Point, da companhia espanhola Ertza e “Shake, Shake, Shake”, de Pakipaya, entre outros.

O evento conta ainda com uma Funky Beach e a instalação permanente a Billevesées – L’estaminet. Nota ainda para a Terra de Sonhos. Cristina García Rodero, uma exposição fotográfica, no Jardim do Rossio.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.