Festival Das Artes Regressa A Coimbra De 13 A 22 De Julho – Atualizado

“Amores e Desamores” é o tema da 10ª edição do Festival das Artes, que vai decorrer em Coimbra de 13 a 22 de Julho. 

Como habitualmente os espetáculos vão ter lugar no Anfiteatro Colina de Camões, Quinta das Lágrimas, no Convento São Francisco, e um pouco por toda a cidade, desde a Biblioteca da Universidade, Edifício Chiado, Museu Machado de Castro ao rio Mondego. O programa é composto por vários ciclos: Ciclo das Artes do Palco, Ciclo das Artes Plásticas, Ciclo do Cinema, Ciclo das Conferências, Ciclo da Gastronomia, Ciclo da Música e Serviço Educativo, como já vem sendo habitual.

O cartaz deste ano aposta forte na presença de artistas portugueses de várias áreas, entre a música, as artes visuais e a dança, estando já confirmadas a presença de três orquestras nacionais, um bailado, duas exposições, um ciclo de gastronomia, uma conferência, um programa educativo para os mais novos e uma sessão de cinema Drive-in, a 16 de julho, no Parque de estacionamento do Teatrão, em Coimbra, com a projecção do filme West Side Story, com entrada livre.

O concerto de abertura Amor Fatal tem lugar no dia 13 de julho, no Convento São Francisco, pela violinista Yang Liu e a Orquestra Filarmónica Portuguesa, dirigida pelo maestro Osvaldo Ferreira, que vão apresentar a “Abertura Fantasia Romeu e Julietade” de Piotr Ilitch Tchaikovsky, e o “Concerto para violino nº1, em sol menor, Op. 26” de Max Bruch e da “Sagração da Primavera” de Igor Stravinsky. Os bilhetes custam 16 euros.

Já o concerto de encerramento tem lugar no dia 22 de julho, pela pianista Inês Costa e a Orquestra Metropolitana de Lisboa, dirigida pelo maestro Pedro Amaral, que vão interpretar o “Concerto para piano nº 21 em Dó Maior K. 467” de Wolfgang Amadeus Mozart e a “Sinfonia nº 9 Op.95 em mi menor Novo Mundo” de Antonín Dvorják.

Destaque ainda para o dia 21 de julho, altura em que o Anfiteatro Colina de Camões acolhe o bailado em I Ato, Murmúrios de Pedro e Inês, dirigido e interpretado por Solange Melo e Fernando Duarte, com coreografia de Fernando Duarte e música de Bernardo Sassetti e Fernando Lopes-Graça.

Nas Artes Plásticas destaque para a exposição Os Quadros Também Se Enamoram, de Graça Morais, no Edifício Chiado, com curadoria de José Pedro Correia da Silva e que tem inauguração marcada para dia 14 de julho. A mostra pode ser vista de terça a sexta feira, das 10h00 às 18h00, e aos sábados e domingos, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, até 19 de agosto.

A segunda mostra vai estar patente na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, Sala de São Pedro, até 23 de julho, e pode ser visitada de segunda-feira a sábado, das 10h00 às 17h00, e tem como título – Tu, Só Tu, Puro Amor – exposição iconográfica e bibliográfica, visões camonianas de Inês de Castro.

O Festival é organizado pela Fundação Inês de Castro e os bilhetes vão estar à venda na Bilheteira do Festival (aberta a 1 de julho), na Quinta das Lágrimas, online e outros locais habituais em Coimbra, e variam consoante o evento, havendo alguns de entrada gratuita.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.