Festival Criasons Regressa Em Fevereiro

Depois de dois concertos, um em dezembro passado e outro já neste mês de Janeiro, a 2ª edição do Festival Criasons regressa em fevereiro.

No dia 11 de fevereiro, pelas 18h00, a Sala dos Espelhos do Palácio Foz em Lisboa recebe a estreia de Argentino em Portugal, de Alejandro Erlich-Oliva, compositor argentino fã de Portugal e que aqui vive desde 1976. A entrada é livre.

A este concerto seguem-se mais três: a 2 de março, será a vez de Ouvi, Claramente Ouvido, o Lume Vivo, de Eurico Carrapatoso, na Casa Municipal da Cultura de Seia, às 16h00; a 6 de abril, Sopro XX/XXI, de Alexandre Delgado, no Convento dos Capuchos, na Caparica, às 16h30; finalmente, a 13 de junho, Persistência de Amílcar Vasques-Dias, no Teatro Garcia de Resende, em Evóra, pelas 21h30.

Segundo a Musicamera Produc?o?es, responsável pelo Festival, o Festival CriaSons assume-se como um “retrato” das tendências da música de câmara portuguesa contemporânea e regressa para a sua segunda edição com o objetivo de continuar e aprofundar a missão a que se propõe: promover e divulgar amplamente a música erudita, com particular incidência na criação contemporânea produzida em Portugal.

Todas as novas obras serão editadas em CD e também as respetivas partituras.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.