Festival Atalaia Artes Performativas 2017 Arranca Hoje Em Aljustrel

Entre hoje e dia 2 de julho Aljustrel, no Alentejo, acolhe o festival Atalaia Artes Performativas 2017, que apresenta várias performances artísticas, resultantes das residências de criação que decorreram nos últimos dois meses, nas instalações do Centro d’Artes de Aljustrel.

O festival arranca pelas 19h00 com o espetáculo de novo circo Remember, do mexicano Guillermo León, no Jardim 25 de Abril; seguido de um sunset inaugural com a presença do DJ Nuno Ramos.

Amanhã, pelas 19h00 tem lugar a largada de António Guimarães Ferreira e Rui Gueifão, na Praça da Resistência, que vão percorrer, a pé, as aldeias e os montes que separam as vilas de Aljustrel e Ourique para apresentar o projeto Enxerto, transportando uma escultura mutante. À noite, o compositor Myungduk Kim sobe palco do Auditório da Biblioteca Municipal de Aljustrel para apresentar Unfolding Time, um projeto que cruza movimento, som e luz, ou seja, corpo, música e imagem, através de aparelhos tecnológicos como sensores cinéticos ou sintetizadores modulares.

O sábado dia 1 de julho começa com uma caminhada pelas ruas de Aljustrel, a propósito de The Maybe Museum, um projeto dos britânicos, Ruben Green e Sophie Mak-Schram que tentam, através de três percursos pedonais (linguagem, território, perda), criar uma espécie de museu vivo para o intangível, em que se colecionam músicas tradicionais, histórias, expressões, e se cruzam factos históricos com ficções. Às 21h30, o Cine Oriental recebe o espetáculo de dança intermedia, Phi, do coletivo internacional, sediado em Berlim, StratoFyzika.

No dia 2 de julho serão exibidos os documentários das edições anteriores, no Centro d’Artes de Aljustrel.

Todos os eventos são de entrada gratuita.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.