Fado na Obra de Júlio Pomar em Exposição Dupla em Lisboa

image001 (12)Sem Capricho ou Presunção – o Fado por Júlio Pomar & Novas Doações é o nome da mostra que vai estar patente ao público de 28 março a 20 Setembro, no Museu do Fado em Alfama e no Atelier-Museu Júlio Pomar, em Lisboa.

A exposição pretende mostrar a relação do artista com o universo do Fado, dando enfoque à sua obra plástica e poética. “Por outro lado, vai-se também dar destaque ao artista que não cessa de experimentar, de ensaiar novas perspectivas, de se reinventar, trazendo ao fado o seu lado bem-disposto da vida (de que é exemplo o quadro dos burros a tocar guitarra), independentemente da sua longevidade”.

A mostra apresenta um núcleo consagrado à presença do fado na obra plástica de Júlio Pomar, no Museu do Fado, e no o Atelier-Museu Júlio Pomar é possível ver um conjunto de obras que integraram recentemente o seu espólio, por depósito da Fundação Júlio Pomar.

A exposição é inaugurada amanhã, às 19h00, no Museu do Fado com obras de Júlio Pomar e fados da sua autoria interpretados por Cristina Branco e Marco Rodrigues; e no dia 28 de março, às 21h00, no Atelier-Museu Júlio Pomar com Ricardo Ribeiro; ficando depois patente ao público, em simultâneo, nos dois espaços municipais até 20 de setembro, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00.

Sem Capricho ou Presunção – o Fado por Júlio Pomar & Novas Doações tem curadoria de Sara Pereira (Museu do Fado) e Sara Antónia Matos (AMJP) e resulta do cruzamento de afinidades das duas instituições.

Texto de Teresa Leal

 

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.