Extremadura promove-se em Lisboa através da Gastronomia do Tejo Internacional

extremadura_9

Até ao dia 20 de novembro, o Turismo da Extremadura no âmbito do programa de promoção Extremadura es Cultura,está a promover o destino em Lisboa com várias acções, entre elas acções de gastronomia, como a que trouxe até Lisboa o Chefe Benjamin Caballero.

Na semana passada, o Chefe espanhol e o Chefe António Nobre, apresentaram algumas iguarias da cozinha tradicional transfronteiriça, num workshop gastronómico promovido no espaço Kiss the Cook.

A iniciativa serviu para divulgar o novo receituário do Destino Gastronómico Tejo Internacional, do qual se destacou desde logo, em jeito de aperitivo para o workshop que animou as bancadas do espaço da Lx Factory, o iogurte de queijo e marmelada, ideal para barrar o pão.

Os talentos culinários dos presentes foram depois postos à prova na confeção de alguns pratos simples representativos da região da Estremadura. O arranque coube ao lado de lá da fronteira com o Crocante de Morcela no churrasco. O Alentejo seguiu-se-lhe com a tradicional açorda, que foi de seguida provada na companhia de uvas e azeitonas. A aula a cargo dos dois Chefes terminou com o Bacalhau Cacerena. A sobremesa, essa, ficou para outra oportunidade em termos de preparação, mas não faltaram na mesa especialidades conventuais, como vários bolos e bolachas e a Encharcada do Convento de Santa Clara.

This slideshow requires JavaScript.

A sudoeste da província de Cáceres, a região do Tejo Internacional partilha a fronteira com os distritos portugueses de Castelo Branco e Portalegre. O espaço, em conjunto com o seu homólogo nacional, inclui mais de 48 mil hectares de terrenos de ribeiros, 25 hectares dos quais correspondem ao Parque Natural estremenho que se distribui por, entre outros, os municípios de Alcántara, Brozas, Herruela ou Membrio. Para além das riquezas naturais e da gastronomia, a região oferece valores culturais como os conjuntos megalíticos de Valencia de Alcántara, vestígios da herança romana e inúmeras igrejas, castelos e conventos.

Reportagem de Alexandra Gil

 

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.