Exposição Do Que Permanece – Arte Contemporânea Brasil Portugal Na UCCLA

A exposição Do Que Permanece – Arte Contemporânea Brasil Portugal é inaugurada já amanhã, dia 20 de março, pelas 18h30, na UCCLA, apresentando a diversidade cultural do Brasil e de Portugal, a memória e a história do que se constrói e não desaparece, numa multiplicidade de suportes visuais.

Sob a coordenação de Adelaide Ginga (Curadora do Museu de Arte Contemporânea do Chiado), a curadora Carolina Quintela apresenta-nos uma exposição “com especial foco em obras e discursos artísticos de relevância produzidos ou apresentados a partir do ano 2000, e que muito têm contribuído para o bom entendimento e desenvolvimento do valor artístico no panorama da contemporaneidade, esta exposição reúne uma seleção de obras de artistas de nacionalidade brasileira com representação em galerias e em coleções institucionais e privadas em Portugal, assim como de artistas portugueses que no seu percurso tiveram contacto com o Brasil, nomeadamente em residências artísticas”.

A exposição reúne obras dos seguintes artistas brasileiros e portugueses: Adriano Amaral, Adriano Costa, Alex Flemming, André Cepeda, Bruno Cidra, Ding Musa, Diogo Bolota, Dora Longo Bahia, Efrain Almeida, Gabriela Albergaria, Inês Norton, João Pedro Vale e Nuno Alexandre Ferreira, Luiz Zerbini, Marcelo Cidade, Márcio Vilela, Nelson Leirner, Pedro Neves Marques, Pedro Vaz, Reis Valdrez, Rodrigo Oliveira, Rosana Ricalde, Vik Muniz.

A exposição estará patente ao público até ao dia 14 de junho, de segunda a sexta feira, das 10h00 às 19h00 (sendo a última entrada às 18h30). A entrada é livre.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.