Exposição de arquitetura regional portuguesa dos anos 1950 em Vila Nova da Barquinha

territorio comumA Escola Ciência Viva de Vila Nova da Barquinha acolhe de 8 de fevereiro a 25 de maio a exposição de fotografia Território comum – Imagens do Inquérito à Arquitectura Regional Portuguesa, 1955-1957.

A mostra reúne 100 revelações do espólio da Ordem dos Arquitectos, num levantamento fotográfico coordenado por Francisco Keil do Amaral, que viria a dar origem em 1961 à publicação Arquitectura Popular em Portugal.

A exposição realiza-se numa parceria entre o Município de Vila Nova da Barquinha com a Fundação EDP, no âmbito do Parque de Escultura Contemporânea Almourol.

Entre 1955 e 1957, o então Sindicato Nacional dos Arquitectos levou a cabo um levantamento denominado Inquérito à Arquitetura Regional Portuguesa. Sob a coordenação do arquitecto Francisco Keil do Amaral, 18 arquitectos realizaram cerca de dez mil fotografias. Contudo, apenas uma pequena parcela foi reproduzida na já célebre publicação A Arquitectura Popular em Portugal, de 1961, uma obra fundamental na sedimentação de um certo imaginário do território português.

Esta coleção viria mais tarde a ser classificada e tratada de forma digital, numa iniciativa da Ordem Dos Arquitetos, dando visibilidade pública a muitas fotografias que nunca foram incluídas nas quatro edições do livro.

A exposição tem entrada livre e pode ser visitada de terça a sexta-feira das 10h00 às 16h30 e ao fim de semana e feriados das 14h30 às 16h30.

Texto de Susana Sena Lopes

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.