Explosões E Destreza Em Velocidade Furiosa Ao Vivo

Reportagem de Tânia Fernandes e António Silva

Manobras vertiginosas de condução, cenas perseguição na estrada e a intervenção de heróis na luta contra o mal compuseram o espetáculo Velocidade Furiosa ao Vivo apresentado ontem, no Altice Arena, em Lisboa, em duas sessões. Especialmente formatado para os admiradores desta saga de filmes, esta grande produção trouxe uma combinação de ação com tecnologia e efeitos especiais.

Ainda que o espaço do Altice Arena condicionasse a componente de “Velocidade”, permitiu uma boa sessão de “Fúria” que agradou aos presentes. A produção é rica em efeitos especiais e pretende dar ao público uma experiência memorável sobre estes filmes de ação.

Os carros apresentam-se numa espécie de bruma e a sessão é conduzida por dois personagens: a sul americana Sophia Diaz , com mãos para um volante nervoso (interpretada por Elysia Wren) e o musculado agente Dawson (Mark Ebulué). Juntos, vão fazer frente aos vilões e passar por episódios marcantes da saga de filmes.

O cenário é imersivo. O recurso a tecnologia 3D e projeção videomapping cria a ilusão de que os carros circulam em neve, mar, fogo e até no ar. O barulho dos motores e o fumo transportam o espetador para o centro da ação.

Os carros circulam numa espécie de coreografia, sem nunca chegarem a colidir, apesar de ser essa a sensação mais esperada de quem assiste. Muitas explosões e tiros fazem-nos também temer pela vida.

Quem assiste a Velocidade Furiosa ao Vivo é também convidado a interagir com os atores, de duas formas: fazendo ruído (dizem que isso aumenta a potência dos carros) ou através de uns cartões (que equipamentos instalados no recinto permitem ler). Uma espécie de “A Escolha É Sua” que permite até, conduzir as fantásticas máquinas da arena.

Numa volta ao mundo, passamos neste espetáculo pela Islândia (onde assistimos ao abate de um submarino), pelas ruas de Miami (numa corrida ilegal de carros) e por Tóquio (numa perseguição milimétrica entre colunas, de um parque de estacionamento). A ligação a estes episódios, é feita em forma de documentário, com depoimentos gravados pelos atores do filme.

Especialmente impressionante, nesta produção, é a coreografia de carros com leds e o final, com a entrada da frente de um avião em chamas, na cena.

A sessão terminou com uma mensagem que é também comum ao filme: o mais importante da vida é a família.

Salud mi família!

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.