Esta Noite Grita-se ’19 Assinala 3ª Edição Com Apresentação Amanhã Na Fábrica Braço De Prata

Esta noite grita-se, uma iniciativa de leitura pública de textos de teatro, entra, em 2019, na sua 3ª edição, e tem apresentação amanhã na Fábrica Braço de Prata, em Lisboa.

Gritam-se palavras que pertencem a um texto. Um texto que foi escrito para ser dito em palco, para ser montado, para ser encenado. Nesta aventura percorremos uma estrada paralela, lateral, marginal: a da leitura simples do texto. Procuramos o lado da oralidade, do dizer, do fazer com que outros imaginem uma cena connosco pela simples forma como dizemos as palavras. Percorremos cada lugar, cada esquina e cada beco das peças que propomos ler e estamos sempre rodeados de extraordinários atores para nos ajudar.

A iniciativa, a decorrer de janeiro a junho de 2019, conta com a participação de 40 atores, a decorrer em 7 espaços de Lisboa e Montemor-o-Novo. Serão lidos 6 grandes textos da dramaturgia europeia moderna e contemporânea, visitando Ibsen, Tchékhov, Brecht, Genet, David Greig e José Maria Vieira Mendes.

No dia 22 de dezembro, pelas 21h30, a Fábrica Braço de Prata, acolhe o arranque desta edição, com a leitura de um dos textos da temporada, Cantigas de uma Noite de Verão de David Greig. O bilhete de entrada é de 7,50 euros.

Este é um projecto da Companhia Cepa Torta com a direcção artística de Miguel Maia e Filipe Abreu.

A primeira leitura da temporada, O Pato Selvagem de Henrik Ibsen, está agendada para o dia 18 de janeiro, pelas 17h00, no Teatro da Trindade; no dia 19 de janeiro, às 21h30, na Fábrica Braço de Prata e no dia 20 de janeiro, às 16h00, na Biblioteca de Marvila.

O programa completo da iniciativa Esta noite grita-se pode ser consultado aqui.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.