Emirates Entra na Primavera Com Novos Voos

emirates_voo_inaugural (8)A Emirates, companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos, entra na primavera com muitas novidades, entre novos voos e novas parcerias.

A companhia aérea que opera em Portugal e voa a partir de Lisboa para o Dubai, vai passar a voar diariamente para a ilha de Bali, na Indonésia, a partir de 3 de junho, e a rota vai ser operada por um Boeing 777-300ER com uma configuração de duas classes.

O novo voo diário da Emirates para Bali, vai partir do Dubai às 8h20 e chega ao Aeroporto Internacional de Denpasar, em Bali, às 21h40 do mesmo dia. O voo de regresso, parte de Bali às 23h40 e aterra no Aeroporto Internacional do Dubai às 05h00 do dia seguinte.

Bali é conhecido pelas paisagens paradisíacas, sendo um dos destinos mais procurados para férias e luas-de-mel. Uma tendência também reflectida em Portugal, cujos destinos finais mais procurados são Dubai, Banguecoque, Hong Kong, Singapura, Joanesburgo, Luanda, e Pequim, segundo revelou recentemente David Quito – country Manager da Emirates em Portugal, num encontro com a imprensa, que destacou o facto de os portugueses voarem com a Emirates não para o Dubai, mas para outros destinos via Dubai.

O responsável salientou ainda que Luanda é um dos destinos finais em destaque pelo facto de alguns passageiros preferirem o produto da Emirates, pela escala no Dubai para negócios aproveitando para a realização de negócios ou compras e ainda pelo preço das tarifas.

Entre outros destinos que têm vindo a crescer a procura estão as Maldivas, Seychelles, Maurícias, Vietname, Filipinas e Austrália.

Foi também anunciado recentemente a retoma da operação com voos comerciais para Bagdad a partir do dia 1 de março de 2015. Desta forma, a companhia passa a disponibilizar seis voos semanais para Bagdad, operados por um A330-200 com uma configuração de três classes. Bagdad faz parte da rede de destinos da Emirates desde 2011. A companhia aérea opera ainda rotas para Erbil e Basra.

Nos serviços uma das novidades é a parceria com o Dubai Food Festival. Desta forma a Emirates começou a colaborar com a Chef Silvena Rowe na criação de um menu especial para os seus lounges existentes em seis aeroportos do Dubai.

A Emirates entrou para o Top 200 das marcas globais mais valiosas do mundo, tal como anunciado no 2015 Brand Finance Global 500 report, publicado recentemente, e atualmente está posicionada no número 196. A companhia aérea atribuiu o seu sucesso ao forte compromisso com a qualidade e excelência do seu produto e serviço, bem como ao investimento que tem sido feito na sua marca. Estima-se que o valor da Emirates tenha aumentado mais de 21%, de 5,48 mil milhões para 6,6 mil milhões de dólares. A companhia aérea mantém ainda a sua posição de Marca mais valiosa no Médio Oriente e de Companhia aérea mais valiosa.

De acordo com Tim Clark Presidente da Emirates Airline, em comunicado: “ Ser nomeada a companhia aérea mais valiosa do mundo é um excelente reconhecimento de cada um dos nossos colaboradores, uma vez que são eles quem vive, respira e representa a marca Emirates todos os dias através do trabalho que desempenham. A força da Emirates também destaca o impacto positivo que temos na nossa indústria e vamos continuar a trabalhar e a investir arduamente na nossa marca. O nosso objectivo é tornarmo-nos uma das principais lifestyle brands do mundo e fazer da Emirates um sinónimo de viagem e experiência aspiracionais”.

Em 2014, a Emirates bateu um record com o lançamento de 10 novas rotas do A380 aumentando a sua rede de destinos para mais de 145, relativamente a voos comercias e de carga. Para além disso, a Emirates aumentou a frequência de voos para 20 destinos já existentes. Atualmente, a companhia aérea opera em média 3500 voos por semana tendo crescido substancialmente, para mais de 230 aviões.

Em Portugal, a Emirates, estima ter um crescimento de 30% face ao ano fiscal anterior, tendo aumentado a capacidade colocada no mercado em 20%.

Por C&H
Foto de Elsa Furtado

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.