Elsinore Publicou Ódio À Poesia De Ben Lerner

A Elsinore publicou o ensaio Ódio à Poesia, do autor norte-americano Ben Lerner, com tradução do poeta português Daniel Jonas.

O autor, galardoado com o Prémio da Cidade de Münster para Poesia Internacional pelas suas obras poéticas, inicia este ensaio com Poetry, de Marianne Moore: “Também eu a detesto/Lendo-a, embora totalmente/desprezando-a, descobre-se nela,/ afinal, espaço para o genuíno.”

À pergunta “Poesia: que espécie de arte acomoda o desagrado do seu público e que espécie de artista se alinha em defesa de tal desagrado, até mesmo encorajando-o?” o ensaísta tenta uma possível resposta, recolhendo exemplos na História da Literatura e na sua experiência autoral.

A poesia, entre outros aspetos, tem uma caraterística que a distingue de todos os outros géneros literários: nenhuma como ela acende tanta polémica, tanta aversão, seja por parte de leitores, não-leitores ou, inclusivamente, de poetas.

 De um modo quase instintivo, conseguimos distinguir se determinado poema é bom ou medíocre e, ao mesmo tempo, condená-lo de monótono, pretensioso, elitista, bacoco ou, simplesmente, inútil. Detestar a poesia parece ser, mais do que uma tarefa reservada a críticos, uma espécie de hobby partilhado que ultrapassa fronteiras e períodos históricos.

O livro, de 112 páginas, está à venda por 13,29 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.