Dos Quatros Cantos do Mundo para Carnaxide António Zambujo voltou a conquistar

Reportagem de Joice Fernandes

antonio_zambujo_carnaxide7

Depois de sexta-feira ter atuado no Vodafone Mexefest, António Zambujo, um dos alentejanos mais famosos do momento do nosso panorama musical atual, esgotou no sábado o Auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Carnaxide.

Numa noite entre fãs e com um forte cariz intimista, o músico revisitou temas de Quinto, já disco de platina, e interpretou ainda outros cantares que marcam o seu repertório, incluindo versões do consagrado Vinicius de Moraes.

O concerto, mais “reservado” do que habitualmente, sem as fãs feverosas que seguem o artista e aqueles momentos de cumplicidade como no tema “Eu ía pela rua quando ouvi: pssstt, pssstt / Eu ia pela rua quando ouvi: Pssstt, pssstt / E logo respondi [entra assobio]” Quando há alentejanas na plateia, os apupos são diferentes: “Péra aí qu’eu vou-me a ti” – costumam gritar, agradou na mesma e muito a quem assistiu, como se foi verificando ao longo da noite pelos aplausos que se ouviram.

Entre os temais mais aplaudidos destacaram-se “Apelo”, “Flagrante” e “Lambreta”. Não admira que o amor pela Maria tenha “crashado”, tal como disse no final do tema “Queria Conhecer-te um Dia”.

A forma como o António vai conversando com os instrumentos e vice-versa é verdadeiramente notável. Depois dos Quatro Cantos do Mundo, a edição recente do CD/DVD Lisboa 22:38 – gravado ao vivo no Coliseu dos Recreios em Lisboa há cerca de um ano, pulou para o número um do top de vendas nacional, confirmando os caminhos musicais já trilhados pelo artista.

António Zambujo voltou a demonstrar, com muito humor e sentimento, o “outro sentido do fado” entre a bossa nova e os corais alentejanos.

Como já é habitual, o músico não esteve sozinho em palco, fazendo-se acompanhar desta vez por Bernardo Couto na guitarra portuguesa, José Miguel Conde no clarinete, João Moreira no trompete e Ricardo Cruz no contrabaixo (também responsável pela direção musical), que ajudaram a fazer deste concerto mais um grande concerto de música portuguesa.

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.