Volta Ao Mundo Em 80 Concertos Nos Dias da Música do CCB

image001 (13)

De 22 a 24 de abril Os Dias da Música voltam a encher o CCB, este ano sobe o mote: A Volta ao Mundo em 80 Concertos, inspirada na obra de Júlio Verne – Volta Ao Mundo Em 80 Dias

A edição deste ano promete uma programação muito variada e abrangente, e para todas as idades, estando previstos cerca de 80 concertos, que vão homenagear e relembrar compositores como Debussy, Falla, Gershwin, Bach, Purcell, Sibelius, Liszt, Sérgio Azevedo, Luís de Freitas Branco e Miguel Azguime, e ainda alguns autores do Oriente.

Tendo como partida a obra de Jules Verne e a época em que viveu, os responsáveis dos Dias da Música, pretenderam trazer para o CCB um pouco do ambiente que se vivia na Europa da segunda metade do século XIX. As grandes invenções, o surgimento de grandes óperas e de grandes composições musicais, algumas com influência de cultura e instrumentos do Oriente como o gamelão, a esperança e a ideia que tudo era possível.

Durante estes três dias vai ser possível ouvir o Hino das Nações (1862) e Don Carlos (1889) de Giuseppe Verdi; Quarteto de Cordas Em Sol Menor de Claude Debussy; o Duo Amal, formado pelos pianistas, Yaron Kohlberg e Bishara Haroni, um israelita e o outro palestiniano; Uma Tarde no Jardim Persa, concerto para três instrumentistas que funde música do Irão com instrumentos clássicos e tradicionais, com a poesia como um dos fios condutores.

E ainda um concerto para piano de Sérgio Azevedo (encomenda de 2010 do CCB); El Amor Brujo, de Manuel de Falla, num concerto que junta o pianista António Rosado à orquestra Metropolitana de Lisboa sob a direcção de Peter Tilling, e o guitarrista Pedro Jóia; Suite Alentejana de Luís de Freitas Branco; Rondó da Carpideira (concerto pré-inaugural, no Cinema São Jorge em homenagem ao etnomusicólogo Michel Giacometti, no dia 21 de abril); concerto de Mário Marques (saxofonista) e Daniel Bernardes (pianista); o jazz do músico norte-americano James “Blood”, e muito mais, em cerca de 80 concertos e outros apontamentos musicais.

Os mais novos também não foram esquecidos, para além do serviço de babysitting, vai haver uma programação especial dedicada aos mais pequenos, que incluirá oficinas que combinam arquitectura e música, tendo A Volta ao Mundo em 80 Dias como cenário; mini-concertos de 20 minutos em que os intérpretes respondem a perguntas, e cantigas de embalar do mundo inteiro.

A programação inclui ainda venda de cds e livros temáticos, aulas, palestras, conversas, oficinas, concertos informais, cursos, jam sessions e muito mais.

A sessão de pré-inauguração tem lugar na quinta feira, dia 21, às 21h30, no Cinema S. Jorge, com concerto e projeção de filme Rondó da Carpideira, em colaboração com o Festival de Cinema inDiELiSBOA.  No dia seguinte tem lugar a abertura oficial, com o concerto da Orquestra Sinfo?nica Metropolitana, que vai interpretar peças de Debussy, Manuel Falla e Nikolai Rimsky-Korsakov.

Os bilhetes já estão à venda online e no local e custam entre 4 e 11 euros.

Texto de Elsa Furtado

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.