Dias Da Música Regressam A Belém A 25 De Abril E Dedicam Evento A William Shakespeare

Nos dias 25, 26, 27 e 28 de abril realiza-se no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, mais uma edição dos Dias Da Música, dedicada a William Shakespeare. Este ano também no Coliseu do Porto (dia 18) e no Convento de São Francisco em Coimbra (dia 23).

Para Shakespeare, a música tinha um poder transformador único. É pois este poder que esperamos reavivar em mais uma edição dos Dias da Música em Belém. Desde obras inspiradas no dramaturgo, à música criada no seu tempo, este ano todos os caminhos vão dar a Shakespeare.

A edição deste ano arranca no dia 25 de abril, quinta-feira, com o Festival Jovem, dedicado a intérpretes jovens, e que conta com a Orquestra do Festival que interpreta Sonho de uma Noite de Verão, de Félix Mendelssohn-Bartholdy, com direção musical de Cesário Costa.

Ainda neste dia, a Escola Artística de Música do Conservatório Nacional, apresenta a ópera Vénus e Adónis, de John Blow, com encenação de Ruben Santos.

Teremos ainda a Orquestra Os Violinos, com jovens músicos dos 6 aos 16 anos, com um programa variado e divertido. E a Orquestra da Escola de Música do Colégio Moderno e a Escola da Banda de Música de Antas-Esposende, com direcção musical de Diogo Costa.

Para as crianças com menos de 6 anos, a Escola de Música Nossa Senhora do Cabo propõe contar a verdadeira história do Rei Artur.

No dia 26 de abril tem lugar o Concerto Inaugural – uma invocação de Shakespeare, da Orquestra Sinfónica Metropolitana, com direcção musical de Pedro Amaral.

Nos dias 27 e 28 de abril, teremos a proposta mais heterodoxa da programação: o miniconcerto Ogre, cujo registo funde pop, jazz e eletrónica, na voz de Maria João, com interpretação e canções compostas por João Farinha, sobre textos de Shakespeare.

No dia 28 de abril, para terminar a maratona Shakespeare, há um pot-pourri de excertos de óperas de Bellini (I Capuleti e i Montechi), Gounod (Romeu e Julieta), Thomas (Hamlet), Verdi (Falstaff) e Wagner (O Amor Proibido), a abertura do bailado Romeu e Julieta, de Prokofiev, e a Serenata à Música, de Vaughan Williams. É o Concerto de Encerramento: O Doce Poder da Música.

Como é usual, este evento central da programação do CCB inclui, além dos concertos, masterclasses, a Fábrica das Artes, com concertos para famílias e para bebés e outras atividades paralelas.

Este ano os Dias de Música em Belém aprofundam a sua relação entre a comunidade artística e o público, proporcionando várias masterclasses leccionadas por importantes artistas portugueses, bem como reconhecidos músicos internacionais que este ano atuam no festival.

A Fábrica das Artes vai trazer-nos um concerto para os mais novos – E Comparar-te a Um Dia de Verão, em que oito músicos-instrumentistas/cantores e dois atores/leitores fazem um concerto de música composta no tempo de Shakespeare com leitura de textos a partir dos sonetos de William Shakespeare e de algumas das suas peças intemporais sobre a poética e a música, a paixão e a criatividade. E ainda um concerto para bebés – O Colinho da Rainha.

Toda a programação pode ser consultada aqui.

Os preços variam entre os 4 euros e os 14,50 euros e podem ser adquiridos online e na bilheteira do CCB.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.