Dias Da Música Para Os Mais Pequenos

Os Dias da Música do CCB vão decorrer de 28 a 30 de abril, numa edição dedicada à Música nas Palavras e para além do cuidado tido na vasta programação musical e complementar foi também preparado um programa especial para os mais pequenos, da responsabilidade da Fábrica das Artes.

Da autoria de Sophia de Mello Breyner Andresen e a partir de música de Bernardo Sassetti os mais pequenos vão poder assistir à peça A Menina do Mar.

Era uma vez uma casa branca nas dunas, voltada para o mar.

Desta vez a história da Menina do Mar é contada como quem entra numa casa que é muito importante para todos nós. Uma casa que é nossa. Uma casa que guarda muitas memórias; memórias de muitos tempos, umas amassadas lá atrás, outras amassadas agora para podermos olhar para dentro delas mais à frente.

Encontramos na casa um pianista, Filipe, uma atriz, Carla, uma ilustradora, Beatriz, e uma Mala de Imagem que fazem deste espetáculo uma mistura de música, teatro e cinema de animação. Nesta casa encontramos também queridos amigos Sophia e o Bernardo.

A dramaturgia e interpretação é de Carla Galvão, a transcrição musical e interpretação de Filipe Raposo, as ilustrações são de Beatriz Bagulho.
A peça vai ter uma sessão no dia 29 de abril às 10h30; e dia 30 de abril às 10h30, 13h30 e 16h00 no Espaço Fábrica das Artes. Está classificada para maiores de 6 anos e tem 50 minutos de duração.

A segunda proposta é a Balada (Das Vinte Meninas Friorentas).

A Balada Das Andorinhas, que vai proporcionar um momento poético e musical em redor do universo das Andorinhas, dos seus voos, dos seus ninhos e seus ovinhos… Uma pequena história de gerações e migrações… A partir do poema com o mesmo nome de Matilde Rosa Araújo e da partitura para o mesmo poema de Fernando Lopes Graça.

A concepção e interpretação vocal é de Margarida Mestre, e no piano e percussões vai estar Rui Ferreira.
As sessões vão ter lugar nos dias 29 e 30, às 12h00 e 14h45, no Espaço Fábrica das Artes, para crianças dos 3 aos 6 anos e têm a duração de 35 minutos.

A Terceira proposta é o espetáculo Como Dormirão Meus Olhos?, a partir de uma criação apresentada no Festival Big Bang 2016.

Como dormirão meus olhos… quando não querem dormir? Como… quando teimam em não dormir porque está muita luz… ou pouca…, porque quando fecham ouvem melhor… ou demais…, ou porque cada vez que dormem veem muito para além da luz e da cor dos dias e das noites? Não sei com dormirão…

O espetáculo tem música de Filipe Faria e Pedro Castro a partir de Diego Ortiz, com textos selecionados por Filipe Faria, Cristóvão Falcão, D. Dinis, Airas Nunes, e Joam Zorro.
As interpretações vão estar a cargo de Filipe Faria na voz, percussões, ukulele, viela medieval, berimbau, e iPad; e Pedro Castro nas flautas, charamela, duduk, gaita-de-foles, e iPad.
As sessões são para maiores de 5 anos e vão ter lugar nos dia 29 e 30 abril, às 10h30, 12h15 e 14h30, no Espaço Fábrica das Artes. A duração é de 35/40 minutos.

A última proposta decorre na Garagem Sul | Exposições de Arquitetura e é a Casa Letra.

A partir da letra de uma música, as crianças são convidadas a construir uma casa que servirá de cenário a um teatro de sombras, onde as personagens que a habitam ganham vida através dos participantes e da sonoplastia do músico convidado.

Numa primeira fase, cerca de 1h, os participantes preparam o cenário e ensaiam com a ajuda dos monitores. Enquanto isso, a família poderá assistir a um concerto do festival. No final do concerto, poderão regressar para assistir ao resultado final desta atividade.

A concepção e orientação é da Arquiteta Ana Filipa Custódio e do Arquiteto Filipe Araújo.
Esta oficina tem lugar na Garagem Sul, nos dias 29 e 30 de abril, às 11h00 e 15h45, tem 1h15 de duração, destina-se a crianças dos 5 aos 11 anos e tem inscrição prévia obrigatória.

A Fábrica das Artes tem entrada livre mediante inscrição para portadores de bilhete Dias da Música (bilhete para concerto ou de recinto). O bilhete de recinto custa 4 euros e permite o acesso apenas às atividades complementares como concertos no Coreto, venda de livros, CD e zonas de restauração, e estão à venda online e no local.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.