Dias da Música de Braço Dado com a Sétima Arte

Dias da MusicaReportagem de Tânia Fernandes

Os Dias da Música do CCB, este ano, andam de mão dada com a Sétima Arte. Se em anos anteriores a música clássica tem atraído muito público, esta edição é um verdadeiro mar de gente. Muitos concertos esgotados, corredores apinhados de gente, famílias inteiras a conviver nas áreas comuns e ouvidos atentos a imaginar as imagens que completam os sons.

Há temas mais apetecíveis, que se repetem na programação, desdobrando-se em múltiplas interpretações. John Williams, George Gershwin ou Mozart são alguns dos compositores cujos temas se podem ouvir várias vezes ao dia. Os nomes podem até ser desconhecidos, mas as melodias são rapidamente reconhecidas, embalando os presentes. Da música erudita ao jazz, passando pelo fado à música latino-americana, o programa percorre todos os géneros.

Esta tarde, a Jovem Orquestra Portuguesa, sob direção de Pedro Carneiro, deslumbrou a plateia do Grande Auditório com, entre outros, a mais famosa das valsas de Strauss “O Danúbio Azul”, escolhida por Kubrick para o seu filme 2001: Odisseia no Espaço.

Na Sala Sophia de Mello Breyner, era extensa a fila de pessoas a aguardar desistências para o concerto, esgotado,  “Da Broadway a Hollywood” com a soprano Lara Martins acompanhada de João Paulo Santos ao piano. “Cheek to Cheek” de Irving Berlin (filme Chapéu Alto), “As Time Goes” de Herman Hupeld (filme Casablanca) ou um medley de Música no Coração de Richard Rodgers foram muito aplaudidas pelos presentes.

[satellite auto=on caption=off thumbs=on]

Os jovens talentos que subiram ao palco do Coreto durante este primeiro dia impediram a circulação de pessoas no espaço, dada a grande afluência de público. Os mais pequenos, de braços pendurados no palco, pareciam enfeitiçados com os sons.

Além dos concertos há projeções de filmes, oficinas, conferências e conversas com músicos e realizadores. Na Sala de Leitura encontramos Rita Red Shoes à conversa com Nuno Galopim, perante uma assistência considerável e atenta à partilha de interesses comuns sobre música e cinema.

A maratona continua este domingo, a partir das 12h00. Ainda há bilhetes à venda para alguns concertos, com preços entre os 4 e os 10,5 euros.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.