Celebrações Do Dia Internacional e Noite dos Museus

Quarta feira, dia 18 de maio assinala-se o Dia Internacional do Museu, este ano sob o mote Museus e Paisagens Culturais, que vai contar com uma vasta programação de Norte a Sul do país. A festa continua no sábado, dia 21, com a Noite Europeia dos Museus. O C&H apresenta-lhe aqui algumas das atividades programadas.

Centro

Em Viseu o Museu Nacional Grão Vasco (MNGV) alia as celebrações do centenário com as iniciativas do Dia Internacional dos Museus e Noite dos Museus, e o programa integra encontro científicos, concertos, espetáculos de dança, teatro e performance.
De 18 a 20 de maio, três diferentes painéis temáticos do congresso “Habitar o Património Viseu – ao Tempo de Almeida Moreira”, em parceria com o Instituto Politécnico de Viseu e Universidade Católica; dia 21 de maio, na Noite Europeia dos Museus, inicia-se por volta das 17h00 a conferência “O islão em Portugal” por Cláudio Torres em parceria com a Companhia DeMente; entre as 18h30 e as 22h00, em parceria com o movimento associativo do Instituto Português do Desporto e Juventude, um programa dedicado aos mais jovens, com dança, música, poesia e teatro; às 21h00 o concerto com a Banda Sinfónica do Exército.
Por fim, no dia 28 de maio, a partir das 12h00 o Dia de Poesia POEM/ATO, 12 horas de poesia dita por personalidades do mundo das artes, da cultura e do desporto.

Os Museus do Centro – Mosteiro de Santa Clara-a- Velha (Coimbra), Museu da Cerâmica e Museu José Malhoa (Caldas da Rainha), Museu Dr. Joaquim Manso (Nazaré) – comemoram a data com um programa diversificado e direcionado para todas as faixas etárias.
Visitas, conferências, ateliers pedagógicos, oficinas fora de portas, novas exposições e momentos musicais, entre outras iniciativas, garantem muita diversão e partilha de experiências neste dia. Além destas atividades, fica reservado para dia 21 de maio o convite para participar na Noite dos Museus.

O Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, em Coimbra, terá, entre outras atividades, visitas guiadas; uma conferência: “Sonoridades modernas: uma outra paisagem? Um outro museu?”; a inauguração da exposição O Que Dizem Os Ossos Exumados em Santa Clara-a-Velha.

O Museu Dr. Joaquim Manso, na Nazaré, inaugura a exposição Carapaus e Outras Corridas e reserva um espaço para cantares sobre Nazaré, a beleza da sua paisagem e a tradição das práticas piscatórias, em função das temáticas e objectos em exposição.
Com estas iniciativas o museu pretende também sensibilizar para práticas tradicionais intimamente relacionadas com a paisagem onde se inserem, como a necessidade de preservação da secagem do peixe, ainda diariamente realizada por uma dezena de mulheres na praia, e que contribui significativamente para a definição da identidade da Nazaré.
Na noite dos Museus estará de portas abertas entre as 21h30 e a meia-noite.

No Museu da Cerâmica, nas Caldas da Rainha, apresentação de exposição temporária sobre o ceramista Carlos Enxuto; peças de Bordalo em exposição, oficinas lúdico-pedagógica e oficina de expressão plástica bem como pinturas faciais entre outras atividades.

No Museu José Malhoa, nas Caldas, há Museu ao Ar livre com uma visita guiada e uma visita temática à exposição permanente, entre outras atividades.

novo_museu_coches-011

Grande Lisboa

Na Capital começamos com o Museu dos Coches. No dia 18 de maio, multiplicam-se as actividades: Abertura ao público da exposição temporária Há Fogo! Há Fogo! Acudam! Acudam!, com apresentação de 16 carros dos séculos XIX e XX; A Princesa Beringela – teatro de sombras chinesas para crianças até aos 7 anos, com sessões às 10h30, 11h30, 14h30 e 15h30, sujeita a lotação da sala.
Viagem no Tempo (visita-jogo), das 10h00 às 17h30: com um salto no tempo descobrem-se vários tipos de transporte e a evolução desde o século XVI até ao século XIX; Passeio Real – circuito da zona histórica de Belém em charabã ou charrete, com partida do Museu Nacional dos Coches (novo edifício), passeios entre as 10h00 e as 17h00.
No dia 21 de maio, no Novo edifício e Picadeiro Real, das 18h00 às 23h30, assinala-se a Noite Europeia dos Museus com a iniciativa Ver As Exposições Com Outra Luz.
Todas as actividades têm entrada gratuita.

O Museu Nacional de História Natural e da Ciência vai promover no dia 18 com visitas guiadas à descoberta da sétima colina através do património histórico, científico e natural.
O programa inicia-se às 10h00 com a Rota da Biodiver-cidade – uma viagem pela sétima colina para reconhecer plantas que fazem parte da flora de várias regiões, desde a África ao Mediterrâneo; à mesma hora a Rota da Geodiver-cidade do Aqueduto à Escola Politécnica – visita subterrânea, em parceria com o Museu da Água, desde o Chafariz do Rato até ao MUHNAC, visita que se repetirá pelas 14h30. Também pelas 14h30 há a Rota da Ciência e da Cidadania – uma viagem ao século XIX; à mesma hora inicia-se, ainda, a Rota da Geodiver-cidade – um percurso urbano para conhecer a cidade de uma perspetiva geomorfológica, geológica e histórica. As visitas têm uma lotação máxima de 25 participantes e as atividades são de participação livre, mediante inscrição prévia.

O Museu do Oriente convida a participar em várias visitas guiadas, para partir à descoberta das “Paisagens Culturais” nas coleções do Museu.
A viagem começa pelos biombos chineses e japoneses da exposição Presença Portuguesa na Ásia, a visita-jogo “Biombos que revelam encontros” e o “Biombo de Itsukushima”. Segue-se a exploração das paisagens de Macau e Cantão e, mais tarde, a explanação do encontro entre Portugal e o Japão.
Tempo ainda para admirar as mais recentes aquisições do Museu, já em exposição: duas caixas de rapé de fabrico chinês (dinastia Qing, período Qianlong – 1736-1795) e um altar doméstico japonês (Era Meiji: 1867-1902).
As atividades e a entrada no Museu são gratuitas neste dia.

No âmbito da exposição temporária Bordalo à Mesa, comissariada por Pedro Bebiano Braga, o Museu Bordalo Pinheiro reúne à mesa a Gastrónoma Maria de Lourdes Modesto, o enólogo João Paulo Martins e o Chefe Hugo Nascimento, numa tertúlia com prova de degustação promovida pela conserveira Bom Petisco e pela Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa, e em que a discussão vai girar à volta da obra de Rafael Bordalo Pinheiro, e de que modo toca cada um dos convidados, convocando a sua admiração e saber. Neste dia, a loja do museu terá também à venda as obras destes autores, disponíveis para as autografar.

Em Cascais, a Câmara Municipal de Cascais e a Fundação D. Luís, apresentam uma vasta programação do Bairro dos Museus, que visa a exploração dos conceitos “museu” e “paisagens”, e o diálogo que se estabelece entre os dois lugares.

Subida à Torre do Farol Museu de Santa; Fortalezas da Costa de Cascais – exposição fotográfica no Forte S. Jorge de Oitavos; Visitas orientadas ao Marégrafo de Cascais, ao Museu do Mar Rei D. Carlos e ao Museu Condes Castro Guimarães; Falando com Raul Lino, na Casa de Santa Maria; exposição O Estoril e A Paisagem Cultural nos Anos 40 no Espaço Memória dos Exílios; Exibição de Filme O Património Cultural Subaquático |The Underwater Cultural Heritage na Sala Rota dos Naufrágios; Lançamento do Livro O Museu Condes de Castro Guimarães – Pioneirismo Mediado pela Ação Cultural e Educativa de Maria Mota Almeida no Museu Condes Castro Guimarães são algumas das atividades propostas, que revelam a diversidade da programação apresentada.

De destacar ainda na Noite dos Museus, um Concerto pelo Coro de Câmara de Cascais na Casa das Histórias Paula Rego – Auditório Maria de Jesus Barroso e o espetáculo de rua Baile dos Candeeiros, coleção de candeeiros humanizados prontos a habitar e a iluminar as ruas do Bairro dos Museus, junto à Muralha do Forte de Cidadela, bem como duas Visitas noturnas à Fortaleza Nossa Senhora da Luz entre outras atividades propostas.

Em Oeiras, na Fábrica da Pólvora de Barcarena as iniciativas começam no dia 17, pelas 11h00, com uma visita guiada pelas paisagens da Fábrica e pelas 14h30 haverá uma visita/caminhada pelas paisagens de Barcarena.
No dia 21, às 10h00 e à 15h00 vai haver uma visita guiada ao Povoado Pré-histórico do Castro de Leceia.; Conversas no Museu, às 15h00, no Edifício 26 e à mesma hora, a Oficina A Fada de Fogo e os Pirata; pelas 17h30, o Concerto Sons Românticos e pelas 21h00, Há Jazz no Museu, ambos a terem lugar no Museu da Pólvora negra.
Eventos gratuitos limitados ao número de vagas de cada edifício do evento

Em Sintra, a autarquia assinala a data com diversas atividades nos museus do Concelho de 18 a 22 de maio. No Museu dos Anjos haverá a conferência Ideário de Sintra, no dia 18 e uma Visita/Caminhada no dia 21 de maio.

musaO MU.SA (Museu das Artes de Sintra), que alia as comemorações internacionais ao sei II aniversário, tem no programa colóquios, exposições, Yoga, Ateliê e uma Festa de Aniversário.

No Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas vão decorrer visitas guiadas nos dias 18 e 21 de maio, bem como a conferência Ad Antiquitates Vestigandas e a Noite Romana, ambas no dia 21 de maio.

O Museu Ferreira de Castro tem também visitas guiadas dias 18 e 20 de maio e a conferência Alcateia de Carlos de Oliveira.

O Museus de História Natural de Sintra tem visitas guiadas nos dia 18 e 20 de maio e apresenta um espetáculo musical no dia 21 de maio. Na Casa –Museu Leal da Câmara, visitas guiadas, ateliê, inaugurações e jogos de orientação surgem no programa de 18 a 21 de maio.

Por fim, o Museu do Ar associa-se também a esta celebração com o convite “Vem Voar Connosco!” no dia 21 de maio.

Todas as atividades são gratuitas exceto a Noite dos Museus no Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas, no dia 21 de maio.

museu_evora

Sul

Em Évora, destaque para a exposição 15 Anos da Associação de Gravura Água – Forte, uma mostra da Obra Gráfica/Gravura Comemorativa dos 15 anos da Associação, por ocasião do 20º aniversário das Artes da Universidade de Évora, inserida nas comemorações dos 30 anos da classificação da cidade de Évora como Património Mundial da UNESCO.
Inauguração da exposição Descodificando a Cor – Colecção de Paramentos do Museu de Évora, com visita guiada. No mesmo dia, entre as 10h00 e as 15h00, o museu vai à rua apresentando um conjunto de cenários que reproduzem peças da sua coleção, cenários esses, que serão no fim reunidos no largo em frente ao museu.
Dia 21 de maio, pelas 18h00, está prevista a atuação da Escola de Ballet, de Amélia Mendonça, a confirmar, e às 22h00, haverá lugar para um concerto do Ensemble de Alaúdes, estando o Museu aberto até à meia-noite.
A entrada para estes eventos é livre.

Participam nas celebrações de dia 18, 79 Museus, Monumentos e Palácios de cerca de 44 Concelhos de todo o país, e os Museus, Palácios e Monumentos da DGPC vão ter entrada livre. Na Noite dos Museus, dia 21, os Museus, Palácios e Monumentos da DGPC estarão abertos gratuitamente a partir das 17h30.

O Dia Internacional dos Museus foi criado pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus e celebra-se anualmente a 18 de maio, através da organização de diversas atividades.

Para 2016 foi escolhido o tema Museus e Paisagens Culturais que visa promover a ideia de museu enquanto centro territorial de uma proteção ativa da paisagem cultural. Essa função pode ser exercida em diferentes níveis, nomeadamente através da sensibilização das comunidades para o papel interventivo que podem desempenhar na conservação e valorização deste universo patrimonial tão vulnerável, e contribuir para minimizar a sua degradação ou até mesmo o seu aniquilamento.

A Noite Europeia dos Museus foi criada pelo Ministério Francês da Cultura e da Comunicação e irá decorrer a 21 de maio.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.