Dia Internacional Dos Museus E Noite Dos Museus 2019 Celebra-se Sábado Dia 18 De Maio

O Dia Internacional dos Museus e a Noite dos Museus decorrem este ano em simultâneo no sábado, 18 de maio, sob o mote proposto pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus – “Os Museus Como Plataformas Culturais – Museus e Cidadania”.

A Norte, o Museu de Santa Maria das Lamas, em Santa Maria da Feira, também se vai associar às comemorações do Dia Internacional dos Museus. Neste dia, a entrada é livre e o museu funcionará de forma contínua entre as 9h30 e as 19h00. Para mais informações e marcação de visitas orientadas, contacte o museu através do telefone 22 744 74 68, 91 664 76 85 e do email: geral@museudelamas.pt.

Em Lisboa a oferta é muita e variada e destacamos só algumas propostas. Começamos pelo Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC) que propõe um programa de atividades gratuitas para celebrar o Dia Internacional dos Museus e do Fascínio das Plantas, oferecendo a possibilidade de conhecer ou revisitar a diversidade e importâncias das suas coleções de história natural e de história da ciência.
A manhã será dedicada ao Jardim Botânico, comemorando também o Fascínio das Plantas!
Consulte o programa aqui. As Atividades são gratuitas mediante marcação: geral@museus.ulisboa.pt | 213 921 808.
A entrada é livre no piso 0 do Museu, entre as 18h00 às 22h00.

O Museu da Água em parceria com o Miradouro 360º das Amoreiras juntam-se a esta iniciativa, num roteiro muito especial que vai contar com a presença de D. João V, e que ao longo de uma visita guiada vai partilhar várias curiosidades. “O Magnânimo – cognome do rei – vai fazer uma introdução histórica no ponto de partida do roteiro, o Aqueduto das Águas Livres, encaminhando a visita até ao miradouro do Amoreiras, onde revela que o mesmo assume um papel determinante para vislumbrar toda a cidade e substitui espaços que outrora serviam este propósito”. Do Amoreiras 360º Panoramic View, o Rei e os visitantes prosseguem para o Reservatório da Mãe d’Água, com término no terraço deste espaço que foi construído para receber e distribuir as águas transportadas pelo Aqueduto.
Para desfrutar da oportunidade de visitar os lugares mais fascinantes de Lisboa, estão preparados três horários distintos para este dia: 18h30, 19h30 e 20h30, nos quais serão formados grupos de 30 pessoas para começar a visita.

O Museu da Saúde também vai fazer parte desta iniciativa, abrindo excecionalmente as portas entre as 10h00 e as 21h00, com um programa com mais de 10 atividades gratuitas destinadas a todos os públicos.
O programa prevê 3 visitas orientadas à exposição “800 Anos de Saúde em Portugal”, com início marcado respetivamente para as 10h30, 15h30 e 18h30.
Ao longo do dia, estão ainda previstos vários jogos e atividades educativas. Entre as 10h30 e as 15h30, a Roda dos alimentos, destinado a crianças entre os 5 e os 12 anos, promete agitar, num jogo de chão gigante, os mais novos na busca de uma alimentação saudável. Com o jogo “Tratar de Mim”, com duas sessões agendadas, às 11h30 e 16h30, pretende-se ensinar hábitos que ajudem a fazer opções adequadas à saúde e ao bem-estar.
O Peddy Paper “Descobre no Museu”, com início às 14h30 e 17h30, promete por os mais crescidos, com idades entre os 10 e 15 anos, à procura de instrumentos, histórias e curiosidades sobre a história da saúde e da medicina em todo o Museu.
Pelas 18h00, Tricote, pela sua Saúde será a conversa com a investigadora Sandra Tenreiro, sobre como o tricot pode contribuir para uma mente saudável e um ambiente sustentável.
A entrada será gratuita mas a participação nas atividades sujeita a marcação prévia, através dos seguintes contactos:museudasaude@insa.min-saude.pt e telefone: 217526479.

O Museu da Marioneta também se junta a esta iniciativa, com um programa alargado entre os dias 17 e 19 de maio.
No dia 17 de maio, teremos o espetáculo Em Particular: Carlão, às 21h30.
O que tem um auditório que um espaço livre não tenha? Portas e paredes, para começar: por detrás destas costuma contar-se segredos e partilhar histórias mais privadas, ao contrário do que se faz na praça pública, e Carlão não deixa muitas dúvidas em relação à sua predileção pelo calor destes espaços.
O espetáculo destina-se a toda a família e tem a duração de 90 minutos. A entrada é gratuita e não se efetuam reservas.
Já no dia 18 de maio, haverá uma visita de descoberta pelas calçadas, becos e lugares escondidos do Bairro da Madragoa – Do Museu ao Bairro da Madragoa, às 15h00. Um percurso único pelos segredos, a história, as gentes, os quotidianos e as vidas dos habitantes desta zona da cidade. A visita é gratuita, mas sujeita a marcação prévia, e tem uma duração de 2h00.
À noite, às 21h30, teremos 4 Mãos, Um Espetáculo Para Piano e Desenho com Filipe Raposo e António Jorge Gonçalves. A busca de um diálogo íntimo entre o desenho digital em tempo real e o piano. O objetivo é tornar essa relação clara para todos os públicos, mostrando o diálogo entre os dois artistas num ambiente de improvisação e espontaneidade. Cada performance configura-se como um ato único de cumplicidade. O espetáculo tem a duração de 1h00.
No dia 19 de maio, às 15h00, O Nabo Gigante, teatro de marionetas pela companhia Partículas Elementares promete animar toda a família durante 45 minutos.
“Num pequeno e bonito quintal, onde vive um simpático casal de velhinhos com os seus animais, a vida decorre calmamente, ao ritmo da natureza. Um dia, nesse quintal, nasce um nabo gigante! Tão grande, que ninguém o consegue arrancar. E agora, o que fazer?”

O Museu Nacional dos Coches (MNC) integra, como vem sendo habitual, as comemorações do Dia Internacional e Noite dos Museus. Nesta data especial, os dois edifícios do MNC estarão abertos aos visitantes, com entrada livre, entre as 10h00 e as 24h00. Além da Visita à Coleção Permanente o público pode usufruir de exposições temporárias, de Visitas Orientadas ao Museu, de Visitas às Reservas e Oficina de Conservação Preventiva, pode também participar em Atividades em Família – Atelier e Teatrinho, assistir a Concertos de Jazz e Música Clássica e no exterior desfrutar de um Mercado de Artesanato e de Street Food.

O Museu do Oriente também celebra o Dia Internacional dos Museus, com um programa gratuito de atividades nos dias 17 e 18 de Maio, com visitas guiadas e oficinas para toda a família. No sábado, dia 18, a entrada no museu também é gratuita.
Através de visitas orientadas à exposição Futuro Doméstico Primitivo, pelo comissário João Almeida e Silva, é dado a conhecer o universo do arquiteto japonês Sou Fujimoto e o seu conceito de arquitetura inspirada na ideia de floresta. As visitas realizam-se na sexta-feira, 17 de Maio, às 18h30, e no sábado, dia 18, às 11h00 e 16h30. Às 15h00, realiza-se uma visita só para jovens dos 12 aos 15 anos.
No dia 18, às 11h30, é ao conceito de casa que se dedica a oficina para famílias “O Museu é uma Casa?”, para crianças entre os 3 e os 5 anos. Identificar os componentes e objetos da casa, os seus habitantes, os seus espaços e, partindo da casa de cada um, descobrir semelhanças e diferenças em relação a outras casas, é o desafio proposto.
Da parte da tarde, a partir das 15h30, crianças entre os 6 e os 11 anos são convidadas a participar no peddypaper “É uma casa japonesa com certeza!”. As casas de cá e de lá do Sol Nascente, a sua história, os seus materiais, as suas valências e a relação com o exterior são os aspetos a abordar nesta oficina que se propõe perspetivar os edifícios de um modo diferente. As oficinas são gratuitas mas requerem inscrição prévia.

O Museu Calouste Gulbenkian assinala o Dia Internacional dos Museus com a primeira edição das Noites Modernas do Museu, a 17 de maio, e um programa que se prolonga pelo dia 18, com uma programação especial para o fim-de-semana.
No dia 17, sexta-feira, decorre a primeira edição das NOITES MODERNAS, com visitas guiadas por curadores à Coleção Moderna do Museu Gulbenkian, a partir das 17h00. Haverá ainda concertos de jazz, um espetáculo de circo, sessões de poesia e música eletrónica, spoken word, conversas com artistas e monitores e ainda um dj a animar a esplanada da cafetaria, que prometem fazer da Coleção Moderna um território de descoberta e diversidade, reflexão e intervenção.
No dia 18, o programa de festas continua a partir das 10h00 com um espetáculo de circo. Uma hora depois realiza-se um debate para pais e filhos com a encenadora Sofia Cabrita e a cantora Margarida Mestre. Além disso, haverá jogos de tabuleiro no átrio da Biblioteca de Arte.
Às 15h00 há uma performance de dança, com coreografia de Ricardo Flores, do Conservatório Internacional Annarella Sanchez, distinguida com o 1.º lugar nas meias-finais do Dance World Cup Portugal 2019.
Ao final da tarde, pelas 18h30, será apresentado, na Sala Polivalente, o projeto da artista indiana Manon de Boer From nothing to something else, que cruza a programação de exposições, a intervenção educativa e o formato workshop, nas áreas artísticas da música e da dança. O filme projetado é a segunda parte de uma trilogia iniciada em 2017, em Inglaterra, que será exposta na Fundação em 2020.
As visitas guiadas ao museu vão ser feitas durante todo o dia, com várias sessões marcadas para as 11h30, 14h30, 15h30 e 16h30.
A entrada para todas atividades é gratuita, porém em alguns casos é preciso levantar um bilhete nas bilheteiras da Gulbenkian a partir das 16h00 do próprio dia.
Sabe tudo sobre a “Noites Modernas” e o Dia Internacional dos Museus aqui.

Em Sintra será possível visitar os museus municipais num horário mais alargado e participar em diversas atividades promovidas pela autarquia.

O Museu de História Natural de Sintra abre as suas portas das 10h00 às 24h00, e, em parceria com o Centro de Ciência Viva do Lousal, inaugura a exposição internacional Universo Deslumbrante. Esta mostra celebra os 50 anos do Observatório Europeu do Sul (ESO) e apresenta o Cosmos captado nos seus diferentes observatórios, situados em alguns dos lugares mais inóspitos da Terra.

Ao longo do dia, das 10h00 às 17h00, o Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas dinamiza visitas gratuitas e guiadas ao museu, exposições temporárias e ruínas arqueológicas. À noite, o museu é cenário para mais uma edição Noite Romana AVE AMICI, totalmente renovada, incluindo novas personagens e um cortejo evocativo de épocas passadas. Guiados por figuras do passado, os visitantes serão transportados até à época romana.

O Museu Anjos Teixeira, às 15h30, organiza uma visita orientada “Um Escultural com o Olhar no Mundo”, sobre o olhar do Mestre Pedro Anjos Teixeira no respeito para com o ser humano, os deveres e direitos dos cidadãos no acesso à cultura e a participação ativa na preservação do património cultural. Pelas 21h30, o museu recebe o Grupo de Cantares da Associação de Proprietários e Moradores da Serra da Silveira.

O MU.SA – Museu das Artes de Sintra promove, pelas 16h00, o atelier de fotografia “O Jogo do Olhar”, direcionado para famílias com crianças e jovens entre os 4 e os 12 anos. Às 17h00, o museu é palco para a primeira conferência sobre o tema “Atualidade de Nadir Afonso”, referente à exposição patente no museu “O Espaço Ilimitado da Pintura – Obras da Coleção de Nadir Afonso”.

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), coordenadora do evento em Portugal, realiza anualmente um levantamento dos espaços museológicos integrados na Rede Portuguesa de Museus que estejam dispostos a juntarem-se ao Dia Internacional dos Museus e á Noite dos Museus, iniciativa mais recente que centra as celebrações em horário noturno. As duas iniciativas – que envolvem museus públicos e privados – apresentam centenas de atividades para o público, e são, na sua maioria, de entrada gratuita.

O Dia Internacional dos Museus, celebrado anualmente a 18 de maio, foi criado em 1977 pelo ICOM, com o objetivo de promover, junto da sociedade, uma reflexão sobre o papel dos Museus no seu desenvolvimento.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.