Dia Internacional dos Monumentos e Sítios Assinalado Hoje

2015-004-dia-internacional-e-sitios-02Conhecer, Explorar e Partilhar é o tema deste ano do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que se celebra hoje, sábado, com mais de 600 iniciativas por todo o país.

Começamos a norte, na Fundação de Serralves no Porto, para a “Visita Sazonal – A Primavera no Parque de Serralves”, a decorrer entre as 15h30 e as 17h00. A programação inclui visitas ao Parque, para observação da transformação da vegetação; Conversas em Redor do Conceito de Deambulação, nas Galerias do Museu; Visitas Guiadas às Exposições e Uma Visita Noturna ao Parque. Tudo com entrada gratuita.

Na Nazaré tem lugar o programa “Pelo Percurso dos Azulejos. do Museu às Igrejas da Nazaré”, que inclui uma visita ao património monumental do Sítio e da Pederneira, chamando a atenção para as representações azulejares dos espaços sagrados desta vila piscatória. A partir do acervo do Museu Dr. Joaquim Manso, onde se observa azulejaria avulsa, parte-se para a Ermida da Memória, Santuário de Nossa Senhora da Nazaré, Igreja Matriz de Nossa Senhora das Areias e Igreja da Misericórdia, para melhor conhecer a importância do azulejo, suas técnicas, programas decorativos, representações icónicas e discursos catequéticos; ao fim da tarde, o programa termina no Centro Cultural da Nazaré, com a apresentação do filme do espanhol Fernando Santiago Nazaré 1964.

Em Tomar, o Convento de Cristo inaugura a exposição Tomara que Chova, da artista portuguesa Ana Pérez-Quiroga, que vai ficar patente ao publico até dia 21 de junho, uma iniciativa co-produzido pelo Projecto Travessa da Ermida, em Belém, e pelo Convento Cristo, em Tomar; e ainda um acampamento templário; visitas temáticas guiadas e um concerto no Claustro Principal pelo Ensemble de Percussão da Escola de Musica da Sociedade Filarmónica de Gualdim Pais de Tomar. Tudo com entrada gratuita.

galerias_romanas_6Em Lisboa, o Museu da Presidência da República em Belém, em parceria com o Jardim Botânico Tropical e o Jardim Botânico da Ajuda, vai ter uma visita orientada entre as 15h00 e as 17h30, com entrada gratuita.
Na Baixa, o destaque vai para a visita às Galerias Romanas da Rua da Prata, que vão estar abertas durante o fim-de-semana, com visitas guiadas gratuitas, entre as 10h00 e as 18h00 (última entrada às 17h30).
No Campo Grande, o Museu Bordalo Pinheiro realiza uma visita orientada, pelas 15h00, ao edifício do Museu Bordalo Pinheiro (Menção Honrosa do Prémio Valmor1914) da autoria do Arq.º Álvaro Machado, seguida de visita à recriação do seu atelier, no Instituto Superior Técnico.

Já na Amadora, em Carenque, vai haver uma Recriação Histórica na Necrópole de Carenque, entre as 14h00 e as 17h30, que visa proporcionar uma visita ao passado longínquo dos construtores da Necrópole de Carenque e dos habitantes do Vale de Carenque.

Em Queluz, no Pavilhão Robillion, tem lugar uma visita técnica que permitirá conhecer o projeto de reabilitação do Pavilhão Robillion do Palácio Nacional de Queluz; e ainda uma visita aos trabalhos de recuperação das fachadas e cantarias do Palácio de Queluz; e também uma visita aos trabalhos de recuperação dos Jardins.

Em Sintra são várias as atividades gratuitas. No MU.SA – Museu das Artes de Sintra a proposta é uma “Viagem na Máquina do Tempo” – retrospetiva da vida do edifício. Da projeção à atualidade.” – uma projeção, seguida de visita guiada.
No Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas vai ter lugar a visita guiada “Quando o Passado se faz Presente”; enquanto que no  Museu de História Natural – tem lugar a visita guiada à exposição O Triunfo das Plantas; o Museu Ferreira de Castro exibe o documentário Vida e Obra de Ferreira de Castro.
O Museu Anjos Teixeira realiza uma visita guiada à exposição Desenhos de Mestre Artur Anjos Teixeira, seguida de atelier de expressão plástica; O Museu Leal da Câmara realiza um jogo de pista: “Leal da Câmara e a Caricatura” e “Leal da Câmara e a sua Casa na Rinchoa”.
O Palácio da Pena preparou várias atividades, como visita À grande cúpula do Torreão onde se encontram instaladas as reservas do Palácio Nacional da Pena; uma visita onde vai ser possível tocar em algumas peças da coleção e será abordada a azulejaria hispano-mourisca, com explicação das técnicas de fabrico dos azulejo, e ainda uma visita temática aos inventários, e ainda à história do Palácio.
chalet_condessa21No Chalet da Condessa d’Edla vai haver também uma visita dedicada à história do Chalet e de todo o processo de restauro após o incêndio, que em 1999, o destruiu quase na íntegra.
No Palácio de Monserrate, há visitas guiadas onde se vai abordar a história e a construção do Palácio.
Outra visita é pela Encosta da Cruz Alta no Parque da Pena, que visa dar a conhecer o Trono da Rainha, a Gruta do Monge, a Cruz Alta, o Lago da Preta, o Tanque dos Sete Pinheiros e o Lago da Concha.
No Palácio Nacional de Sintra vão também haver visitas aos trabalhos de restauro e ao monumento.
“Da Vila ao Castelo: à descoberta de novos caminhos” é o tema da visita à Vila Sassetti e aos trabalhos em curso.

Em Mafra, a proposta é de uma caminhada “Por caminhos há muito não trilhados”, com início em Enxara do Bispo; participar na atividade “À conversa com o moleiro” e uma visita ao Milharado, bem como para a inauguração da exposição Nadir Afonso. Anos 70. Na Tapada Nacional de Mafra tem lugar a “Caça às Hastes na Floresta Encantada”.

Em Oeiras, as propostas são para o Museu da Pólvora Negra e para a Fábrica da Pólvora de Barcarena, onde vão ter lugar visitas comentadas, a oficina O Estado líquido na Fábrica, um Recital de Música Russa por Solistas da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras (OCCO), no domingo.

Em Cascais a proposta é para visitar as grutas do Poço Novo no Centro da Vila , ou uma passeio pelo legado da moagem árabe em Alcabideche, bem como a iniciativa “A azulejaria na obra de Raul Lino, nomeadamente: à Casa Monsalvat, a Torre de S. Patrício e a Casa de Santa Maria”; já o Museu do Mar Rei D. Carlos convida a descobrir os bastidores do espaço; e ainda visitas guiadas ao Centro Interpretativo e ao Marégrafo de Cascais; para terminar o dia, uma visita noturna ao Farol do Cabo Raso.

Em Palmela, a proposta é para visitar o Castelo e em Sesimbra, a data é assinalada com um percurso de BTT na Rota dos Dinossauros, que, além do Santuário do Cabo Espichel, passa pela Pedra da Mua, onde se encontram vários conjuntos de trilhos deixados por dinossáurios saurópodes e terópodes, e pela jazida dos Lagosteiros, datada do Cretácio inferior; no castelo vai ter lugar uma conferência sobre a Sesimbra Medieval e a sessão de animação pedagógica “À Descoberta do Castelo”, para o fim da tarde está marcado um concerto com o Ensemble Galhardia, e na Igreja de Nossa Senhora da Consolação do Castelo, os Ensemble Med atuam às 21h30.

Já em Setúbal, a Casa Museu José Maria da Fonseca, recebe visitas guiadas em português e prova de vinhos, durante a tarde.

Várzea de GrândolaMais para baixo, Grândola propõe sete iniciativas para descobrir o Concelho. Em Tróia as sugestões são uma visita guiada à Basílica de Tróia, uma sessão  sobre a pintura mural da Basílica, a sua conservação e restauro, e uma visita guiada às Ruinas Romanas para conhecer a fábrica de salga, as termas, o mausóleo, a necrópole e a área residencial;

Em Grândola a proposta é conhecer e explorar a Várzea de Grândola, num passeio pedestre por um conjunto de elementos históricos, naturais e culturais; em Santa Margarida da Serra há para explorar a Casa Museu Manuel Chainho uma casa tradicional alentejana”, feita de taipa e equipada com mobiliário, utensílios e roupas de época; a terminar, o Centro Ciência Viva do Lousal promove “Lousal – da Claridade à Escuridão”, um percurso pedestre pela antiga Corta Mineira, para explorar os vestígios da arqueologia industrial mineira e o património natural e a entrada na Galeria Valdemar – a primeira galeria de exploração mineira. Segue-se a exibição do documentário – Gunter Stauss: o Geólogo do Lousal e a visita ao Museu Mineiro do Lousal.

alentejo_monsaraz2Reguengos de Monsaraz vai propor aos turistas que tirem fotografias e gravem vídeos nos monumentos e locais turísticos do Concelho para partilharem nas suas páginas nas redes sociais e nas do município. Os visitants vão também poder visitar gratuitamente o Museu do Fresco e a Autarquia vai distribuir folhetos sobre o património arqueológico para sensibilizar os turistas para a sua diversidade e vulnerabilidade, e também para o esforço envolvido na sua proteção e valorização.

E finalmente no Algarve, mais concretamente em Olhão, vai ter lugar uma visita acompanhada ao Centro Histórico, pelas ruas, ruelas, travessas, becos e largos com grande valor histórico e social e conhecer alguns dos seus segredos., com participação gratuita.

Destaque também para a Feira do Livro que vai decorrer até dia 18 de maio, em todas as lojas dos museus, monumentos e palácios da Direcção Geral do Património Cutural.

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi criado pelo ICOMOS a 18 de abril de 1982 e aprovado pela UNESCO no ano seguinte. Esta comemoração tem como objetivo sensibilizar os cidadãos para a diversidade e vulnerabilidade do património, bem como para o esforço envolvido na sua proteção e valorização.

Por Elsa Furtado
Fotos C&H e C.M. Grândola

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.