Cuca Roseta Iluminou CCB Ontem À Noite

Reportagem de Paulo Azevedo (Fotos) / Elsa Furtado (Texto)

A noite estava ventosa, mas mesmo assim o público não quis deixar de ir ao CCB ontem à noite, assistir ao concerto de Cuca Roseta, que prometia algumas surpresas. Para o alinhamento estava prometida a apresentação de Luz, o mais recente trabalho da artista, de que se destaca o bem disposto “Balelas”.

O concerto começou com um videomapping produzido pelo Cubo projectado em palco, cujas cenas que se íam movimentando ao ritmo do som das guitarras, depois começou um desfilar de temas novos e antigos, num concerto memorável para quem esteve presente.

Com um estilo divertido, e muito próprio, moderno e cativante Cuca Roseta interpretou temas como “Ai o Amor”, “Cara Carinha”, “Porque Voltas”, “Não Demores Tanto”, “Foge”, “Sábio Mudo”, “Amor Ladrão”, “Triste Sina”, Marcha da Esperança”, “Contemplação”, “Verdes São Os Campos”, “Alecrim”, “Luz do Mundo”, “Vira”, “Balelas”, “Foi Deus”, “Nos Teus Braços”, “Fado dos Sentidos”, “Quero” e Versos Contados. Para o encore ficaram reservados “Saudade e Eu” e “Rosinha”.

Tirados do novo Luz, alguns da autoria de Pedro da Silva Martins, Jorge Fernando, Mário Pacheco, Hélder Moutinho, Carolina Deslandes, entre outros, e ainda alguns dos seus outros trabalhos, com novos arranjos e nova roupagem, sem esquecer algumas referências e lembranças a Amália pelo meio.

Ouvir Cuca cantar Fado é uma alegria, ela é a prova que o fado não ficou parado no tempo, nem tem de ser triste e melancólico, dando provas de ser uma grande artista, não só do Fado, mas da música portuguesa atual. Bem disposta, comunicativa, bonita, Cuca realizou um grande concerto.

Para o final ficou guardado um momento muito especial e intimista, num dueto com Carolina Deslandes.

A acompanhar Cuca Roseta em palco estiveram Pedro Viana na guitarra portuguesa, Diogo Clemente viola de fado, Frederico Gato no baixo, André Silva na percussão.

A digressão de Luz vai continuar na Casa da Música, no Porto, no dia 17 de março, e depois em Coimbra, no Convento São Francisco a 29 de março.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.