Corner – Um Canto Com Pinta Para Beber Um Copo Ao Final Do Dia

Reportagem de Tânia Fernandes (Texto) e António Silva (Fotografia)

Corner

A pensar nos espaços que existem em Madrid ou Barcelona, onde ao final do dia, os amigos se juntam para beber um copo, nasceu este Corner. Uma esplanada muito trendy, numa esquina do Parque Eduardo VII, em Lisboa.

Todo o espaço é exterior, de esplanada, com o aconchego de um telheiro e umas paredes de vidro a não deixar que a chuva nos incomode. À noite, a luz é ténue, suficiente para brindar aos sorrisos que se juntam à volta da mesa, de copo na mão.

Na semana entre o Natal e o Ano Novo o ambiente era muito descontraído, mas Tomás Bráz de Oliveira, um dos sócios, esclareceu-nos que, a um dia de semana normal “estaria aqui tudo de fato, acabados de sair do escritório”. Estamos na Rua Joaquim António de Aguiar, entre o Marquês de Pombal e as Amoreiras, ponto de confluência de várias empresas. “Construímos um conceito de after work. As pessoas vêm aqui ao fim do dia, beber uma cerveja. Como tem muitas empresas à volta, achámos que era um bom sitio para networking, de encontro de amigos que trabalham em diferentes escritórios para se juntarem.”

O negócio está nas mãos de cinco sócios. Além do Tomás, que nos recebeu, alinharam no projeto o seu irmão Bernardo, dois meios irmãos (Duarte e Francisco) e Pedro Folque, que contribuiu com a experiência do Quiosque das Amoreiras.

“Abrimos em junho de 2019 e correu bem até ao final do ano. Uma curiosidade é que ainda não conseguimos fazer um ano inteiro abertos. Temos a concessão durante 20 anos, portanto esperamos conseguir fazê-lo” admite Tomás, entre risos. Entretanto já cresceram com um novo deck e renovaram a decoração, com mesas e cadeiras novas.

O Corner destaca-se também pelo serviço de refeições rápidas e ligeiras. “Juntámos aqui o conceito de “picar” com o de refeições mais saudáveis. Temos Saladas, Pokes, Temakis, um Prego no bolo do caco”. De entradas têm um Tártaro de salmão, assim como uma Burrata, que dá para partilhar “quando as pessoas estão a beber uma cerveja ao final do dia”. Têm também pratos quentes como a Massa com molho de tomate e a Massa com molho de pesto. No verão, Tomás recomenda o Acaí, “mais fresquinho e saudável”.

Sempre que possível, juntam animação ao programa. Às quintas feiras têm a Roda de Samba, a partir das 19h, uma banda que toca ao vivo músicas brasileiras. Contam também com DJ sets, à sexta feira a fazer a ponte para o fim de semana.

O bar está aberto até às 2h00 e deixamos a sugestão de um Moscow Mule, o cocktail de vodka e gengibre servido, como é tradição, em caneca de cobre.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.