Contos De Edgar Allan Poe Para Ver Na Quinta Da Regaleira

Reportagem de Elsa Furtado

O cenário da Quinta da Regaleira permite várias interpretações e visitas, tornando-se ideal para acolher vários espetáculos, especialmente à noite, levando o visitante/espetador por zonas menos conhecidas, é disto exemplo a nova peça de os Instantâneos Nocturnus, inspirada na vida e obra de Edgar Allan Poe.

Os últimos dias de vida de Edgar Allan Poe, estão envoltos em mistério. Após ter desaparecido, em circunstâncias ainda por explicar, Poe é encontrado a vaguear na rua, completamente fora de si e em estado de choque.
As horas que antecederam a sua morte, foram passadas em delírio mental e profunda loucura. Ainda hoje se procuram respostas, sobre onde terá estado e o que terá visto, durante a sua enigmática ausência.
Nocturnus, propõe levar o público numa viagem onírica, ao sombrio universo do escritor norte-americano e através do seu próprio olhar, desvendar finalmente este segredo.
Será que Poe, se perdeu no escuro? Ou foi a escuridão, que se perdeu em Poe?

Nocturnos começa pelas 23h59, a roçar a meia noite, sob o manto da escuridão, num ambiente de mistério e sombras, tal como as estórias de Edgar Allan Poe. Uma mulher surge no meio dos presentes e dirige-se a Poe, fala sempre na primeira pessoa, e Poe onde está? Quem é? Aqui, Poe somos todos nós…

Ela convida os espetadores a seguirem-na pelos recantos mais escuros e emblemáticos do jardim da Quinta. Ao longe, os “corvos” vigiam os visitantes, passo a passo, chega-se à Gruta do Labirinto e ao Lago da Cascata, aqui, uma jovem banha-se nas águas geladas, e o mistério adensa-se, até que se chega ao Poço Iniciático, onde uma outra figura nos espera.

A última parte do espetáculo tem lugar num palco instalado em frente à gruta de Leda, e é ligeiramente diferente do restante, esta á parte de improviso do espetáculo, que varia em todas as representações.

Um espetáculo diferente, que combina texto e improviso, sob a égide do Fantástico.

Edgar Allan Poe

Nocturnos conta com interpretações de Marco Graça, Marco Martin, Nuno Fradique, Ricardo Soares e participação especial de Beatriz Frazão, Cecilia Hudec e Rute Lizardo, a  direcção artística é de Marco Graça.

O espetáculo pode ser visto na Quinta da Regaleira, às sextas e aos sábados, às 23h59, até 18 de agosto.

Os bilhetes estão à venda no local e online e custam 10 euros, estando as próximas sessões já esgotadas.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.