Constelações Para Ver No Teatro Aberto Em Lisboa

O título não podia ser mais apelativo: Constelações, e combina Romance e Ciência. Esta é a peça que estreia hoje na sala Vermelha do teatro Aberto em Lisboa, com Joana Brandão e Pedro Laginha.

Um homem e uma mulher conhecem-se, apaixonam-se, vivem juntos, separam-se, reencontram-se, reconciliam-se, ou talvez não. Talvez tudo seja, possa ter sido ou venha a ser diferente, conforme as circunstâncias com que se deparam e as escolhas que fazem ou deixam de fazer. Nos múltiplos universos paralelos em que estão, há múltiplas variantes da sua história de amor: talvez nunca mais se voltem a ver ou talvez fiquem juntos até que a morte os separe.

Seguindo uma tese da física teórica, segundo a qual há mais do que três dimensões do espaço e uma dimensão do tempo, Constelações mostra-nos um multiverso onde a vida assume uma miríade de formas em simultâneo e todos os futuros são possíveis. Mas será que aquilo que acontece depende das nossas decisões? Será que depende do acaso? Ou de algo mais que não se vê e não se conhece?

Tendo por base um texto de Nick Payne, a peça fala de amor e de temas da ciência, e conta com encenação de João Lourenço e dramaturgia de Vera San Payo de Lemos, que também adaptaram o texto, que “esperam que este espectáculo estimule o diálogo e surpreenda os nossos espectadores”.

A peça pode ser vista de quarta a sábado, às 21h30 e aos domingos às 16h00. os bilhetes podem ser adquiridos no local, online e outros pontos de venda habituais e custam 15 euros o bilhete inteiro, 7,50 euros para jovens até aos 25 anos e 12 euros para maiores de 65.

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.