Se as ruas de Colmar serviram de inspiração a muitos cenários de histórias de encantar, passear pela cidade é mergulhar num autêntico livro de contos. Com a vantagem de se poder sentir toda a animação da época e ainda apanhar do ar todos os cheiros que nos suscitam desejos. Considerado um dos mais belos Mercados de Natal da Europa, Colmar, na Alsácia é um destino a considerar.

A arquitetura pitoresca e a decoração cuidadosa das fachadas, portas e janelas obrigam-nos a parar constantemente, quando circulamos nas ruas, para apreciar os detalhes. O centro pedonal permite uma circulação sem sobressaltos, com tempo para contemplar. O percurso entre mercados é facilmente feito a pé, uma vez que a distância entre eles é curta. Interromper a visita para beber o fabuloso Vin Chaud, a cerveja artesanal da região ou um chocolate quente torna-se quase uma obrigação.

São cinco os mercados de Natal que vai encontrar este ano e que seguem uma tradição que vem desde 1670, quando Estrasburgo, capital e maior cidade da Alsácia, montou o primeiro. Place des Dominicains, junto à igreja Dominican, é o ponto de encontro de quem chega a Colmar e quer começar por ver artigos de decoração de natal, mas também aconchegar o estômago. Concentra grande parte dos pontos que servem refeições tradicionais na rua. Vai encontras as tartes flambée (faz lembrar uma pizza, recheada de queijo e cebola), o choucroute (repolho cortado fininho e fermentado que vem muitas vezes acompanhado de salsichas ou carnes salteadas) ou o baeckeoffe (combinação de carne de porco, borrego e vaca com batatas e cenouras, assada no forno, nas bonitas travessas de cerâmica). A variedade de queijos e enchido é também considerável. Os doces são irresistíveis  e os cheiros assaltam-nos o nariz e depois atraem o olhar por todas as ruas onde passamos. Pain de épices (pão doce com especiarias), kugelhopf (uma espécie de panetone, com um formato característico, em diferentes tamanhos), as bretzels (pão tradicional alemão, em forma de nó, seco, estaladiço, habitualmente assado e salgado, que na sua forma infinita surge pendurada por todos os cantos) e os deliciosos biscoitos de manteiga e de coco.

Na Place Jeanne D’Arc encontra outro mais vocacionado para produtos tradicionais, com representação de artesanato da região da Alsácia, em que corações, cegonhas (um dos símbolos da Alsácia) e o casal Jeannala & Seppala (anfitriões da região) é replicado em vários estilos pelas loiças coloridas, tecidos e madeiras, entre outros. O mercado de L’Ancienne Douane estende-se em redor da fonte, ao longo da linha de água.

No coração da cidade, os artesãos locais expõe os seus trabalhos no Koifhus, um mercado coberto. Joias, trabalhos em vidro e peças mais delicadas partilham o espaço com uma coleção de brinquedos antigos.

Os mais pequenos vão preferir o mercado da Petit Venise, uma das zonas mais pitorescas da cidade, que nesta época reúne as principais atrações das crianças. O carrocel de cavalos ou a gondola do Pai Natal vão tornar este natal ainda mais especial. É possível encontrar aqui também pequenos animais de quinta.

Há ainda um mercado de árvores de natal, que no caso dos visitantes ocasionais pode ser dispensável. Se de dia a cidade é encantadora, depois de o sol se por, torna-se quase mágica com a iluminação que realça as fachadas dos edifícios, em especial na zona da Petit Venise.

Os Mercados de Natal de Colmar encontram-se abertos ate ao dia 31 de dezembro, de segunda a quinta-feira, das 10h00 às 19h00 e de sexta-feira a domingo, até às 20h00.

Alsácia e Basileia

Ainda que Colmar seja uma das principais atrações da época, há mercados de Natal por toda a região da Alsácia. A paisagem combinada com uma arquitetura única, gastronomia e vinhos de destaque faz com que valha a pena sair, atravessar os campos de vinhas e descobrir castelos escondidos. Há muito para ver e alguns dos mercados permanecem abertos até ao início de janeiro. Há também caves de produtores de vinhos que abrem as suas portas aos visitantes e fazem visitam, bem como provas.

O  aeroporto fronteiriço de Basel-Mulhouse-Freiburg é uma das opções para chegar a Colmar. Uma ligação de 10 minutos de autocarro leva-o à estação de Saint Louis onde pode apanhar um comboio para Colmar (cerca de 45 minutos).  Basileia é uma cidade industrial com um centro interessante em termos de oferta comercial e cultural. Há mais de quarenta museus para descobrir na cidade.

Sente-se que estamos na Suíça: há organização, limpeza, pontualidade. Facilmente se conhece o centro da cidade a pé, atravessando as ruas em direção ao rio Reno, que a divide. Ruas estreitas, com detalhes encantadores à espreita. As montras das pequenas lojas, com artigos cuidadosamente expostos chama-nos a atenção.

Nesta altura do ano, Basileia tem também animados mercados de Natal, com seleção de produtos decorativos. Indiferentes ao frio, os locais reúnem-se aqui ao final do dia, para um copo ou um aperitivo. Há alguns espaços fechados de restauração onde, com todo o conforto, se pode desfrutar de uma refeição quente, em ambiente rústico. Recomendamos o fondue de queijo, prato que irá certamente aconchegar o estômago e fazer subir a temperatura corporal.

No centro da cidade fica o Marktplatz, um mercado onde durante a semana se vendem frutos e vegetais. Em frente, encontra o bonito edifício renascentista da Câmara Municipal da Basileia que, nesta época, tem uma grande árvore de Natal no interior.

Os hotéis oferecem um passe que permite andar gratuitamente nos transportes públicos de Basileia durante a sua estadia.

Deixe-se encantar pelo Natal do centro da Europa!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.