Coliseu De Lisboa Resistiu Aos Ventos E Mares Dos Resistência

Reportagem de Madalena Travisco (Texto) e Joice Fernandes (Fotos)

Resistencia
Resistência apresenta album Ventos e Mares

O Coliseu dos Recreios encheu-se de cabecinhas a abanar, braços no ar e muitos telemóveis a filmar no primeiro concerto dos Resistência nesta sala de Lisboa na noite de 26 de outubro.

Numa plateia sem cadeiras, o vasto público acompanhou estoicamente os refrões das canções e as coreografias das mãos no ar com vibrações e palmas coordenadas. O bate pé, depois de 21 temas com viagem ao presente e ao passado, trouxe o regozijado encore com “Tonto”, “A Marcha dos Desalinhados” e Nasce Selvagem”.

Ventos e Mares é o novo trabalho de estúdio dos Resistência e a sua apresentação o mote deste concerto no Coliseu dos Recreios. O disco inclui versões originais dos GNR, Quinta do Bill, Clã, Santos e Pecadores, Xutos&pontapés, Delfins e Jorge Palma. O alinhamento do concerto teve “Ventos e Mares” e outros sucessos deste coletivo composto por Pedro Jóia (guitarra clássica), Fernando Cunha (guitarra e voz), Tim (voz e guitarra), Alexandre Frazão (bateria), Fernando Júdice (baixo), José Salgueiro (percussões), Mário Delgado (guitarra) e as vozes (e animação) de Miguel Ângelo e Olavo Bilac.

Desde o “Tágide” (instrumental) na abertura até ao “Não Sou o Único” antes do encore, foi um crescendo de aplausos, com muitos ehhhhs, uhhhhs e uaaus. “Fado”, “Sete Naves”, “Se Eu Pudesse”, “No Meu Quarto”, “Amanhã É Sempre Longe Demais”, “Estrela do Mar” (com duelo de percussões), “O Sopro do Coração”, “A Gente Vai Continuar”, “Timor”, “Zorro”, “Se Te Amo”, “Não Voltarei a Ser Fiel”, “Cantiga De Amor”, “Circo De Feras”, “Aquele Inverno”, “Só No Mar”, “Um Lugar Ao Sol”, “Cigano” e “A Noite” demonstraram a apresentação de ventos e marés na anunciada viagem ao presente e com viagem pelo passado.

Vale a promessa embutida na letra do “A Gente Vai Continuar”:

(…) Enquanto houver estrada para andar
a gente vai continuar
enquanto houver estrada para andar
enquanto houver ventos e mar
a gente não vai parar
enquanto houver ventos e mar (…)

Continuem.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.