Christos Th. Bokoros em exposição em Cascais

bokoros_11Reportagem de Tânia Fernandes e António Silva

Christos Th. Bokoros – No Caminho da Essência é a mais recente exposição inaugurada, na passada sexta-feira, no Centro Cultural de Cascais. Uma reflexão sobre as suas origens, mas também sobre a história, tal como a vivemos, feita através de elementos naturais é a proposta do pintor grego Christos Th. Bokoros, a expor pela primeira vez em Portugal. A afinidade entre pessoas, valores e culturas acima de fronteiras geográficas e linguísticas e mais recentemente a reflexão sobre o que é verdadeiramente essencial nas nossas vidas.

Ao todo são 26 obras, de grande formato, pintadas sobre tábuas usadas e velhos tecidos, resgatados à vida. Habilidade e precisão no desenho levam-no a representações perfeitas, criando ilusão e a sensação de volumetria a quem entra nas salas. A dicotomia entre luz e trevas através chamas de velas acesas ou entradas de luz. Atravessa-se o espaço, numa espécie de purificação acedendo também aos textos do próprio, uma coleção de páginas do diário e de textos teóricos do pintor sobre a Arte e a Filosofia, recentemente traduzidos para Português.
Destaca-se, nesta exposição, a sua série mais recente – “O estritamente indispensável”. Homens e mulheres deitados em tábuas compridas, repousam num universo em que o espaço e o tempo se uniram. Um pouco de comida e água para nos mantermos decentes e uma porta entre aberta, caminho de luz promissor.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Antiga é a esperança de luz eterna. É o troféu vitorioso do nosso mergulho nas trevas. Para das trevas transfundirmos luz. Para representarmos em graça os indícios humildes da nossa vida comum. Para resistirmos ao vazio da inexistência e do olvido. Para fazermos da memória monumento e instalarmos a eternidade na nossa vida quotidiana. Para darmos hábito e forma ao nosso conceito de Sublime e de valor. Para habitarmos poeticamente a terra e suscitarmos a beleza para que salve o mundo”.

A exposição Christos Th. Bokoros – No Caminho da Essência  chega a Portugal, depois de passar pelo Museu Benaki, em Atenas, no contexto da presidência grega da União Europeia. Pode ser vista até 25 de maio, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00, com entrada gratuita.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.