CHICAGO Estreia No Teatro Da Trindade Em Lisboa A 11 De Setembro

Chicago, um dos musicais de maior sucesso em todo o mundo, chega este ano a Portugal, tendo estreia prevista para 11 de setembro, no Teatro da Trindade em Lisboa.

Numa co-produção Força de Produção e Teatro da Trindade INATEL, o espetáculo contará com a encenação de Diogo Infante, direção musical de Artur Guimarães e coreografia de Rita Spider, e interpretações de Gabriela Barros, Soraia Tavares, Miguel Raposo, José Raposo, Catarina Guerreiro, Ana Cloe, Carlota Carreira, Catarina Alves, Filipa Peraltinha, Leonor Rolla, Mariana da Silva, Sofia Loureiro, David Bernardino, Gonçalo Cabral, João Lopes, JP Costa, Pedro Gomes e Ricardo Lima.

Baseado numa peça de teatro com o mesmo nome, escrita pela repórter Maurine Dallas Watkins e com música de John Kander, o musical foi distinguido com seis Prémios Tony e seis Óscares para a adaptação para cinema de Rob Marshall.

A produção original, coreografada por Bob Fosse, estreou-se na Broadway em 1975 e teve mais de 900 apresentações, tendo percorrido mais de 24 países e sendo interpretado em 12 línguas diferentes.

Passado nos loucos anos 20, Chicago conta-nos a estória de duas rivais de vaudeville, acusadas de assassínio. Velma, uma estrela de clubes noturnos, cumpre pena por ter morto o marido e a irmã, depois de os apanhar juntos; Roxie, uma ambiciosa corista, foi parar atrás das grades por matar o amante. Ambas socorrem-se dos serviços de Mama Morton, a chefe das guardas prisionais, e do astuto advogado Billy Flynn, para criarem um frenesim mediático e prepararem o seu regresso em grande, ao mundo do showbiz.

O espetáculo, com duração de 120 minutos, pode ser visto até ao dia 29 de dezembro de 2019, de quarta-feira a sexta-feira, às 21h00, aos sábados, às 16h30 e às 21h00 e aos domingos, às 16h30, na sala Carmen Dolores, sendo recomendado para maiores de 12 anos.

Os bilhetes estão à venda na bilheteira do Teatro Trindade e online, e custam entre 18 e 22 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.