Chefe Rui Linhares assina a nova ementa dos hoteis NH Campo Grande e Liberdade

NH Campo GrandeReportagem de Tânia Fernandes
 

Os restaurantes dos hotéis NH Liberdade e NH Campo Grande têm um novo Chefe. Rui Linhares chegou este verão e trouxe a estas mesas uma combinação da gastronomia portuguesa com um arranjo contemporâneo. Durante o almoço de apresentação da nova ementa, foram dados a conhecer os novos pratos. A gastronomia portuguesa, com um toque latino característico do grupo, é a principal linha orientadora desta carta.

Especialista em food carving, Rui Linhares trata os alimentos como matéria-prima de originais esculturas, trazendo a sofisticação às mesas. A alma de artista transparece na forma como fala, se apresenta e combina as iguarias. Natural de Porto Santo, este Chefe cedo se viu rodeado de tachos. O pai, também cozinheiro, “veio dos Açores para Porto Santo tomar conta da cozinha do primeiro hotel que ali abriu” contou-nos. Depois de 28 anos a trabalhar no Canadá decidiu vir para a Europa, atraído pela atenção especial que este velho Continente dá à refeição. Tem Portugal, transitou de um restaurante latino para esta cadeia de hotéis, onde se empenhou renovar e melhorar.

Chef Rui LinharesA apresentação da nova carta começou com entradas como paté de atum com ervas, empada de frango com açafrão e picante e bruschetta com queijo e pesto, para além de saladas variadas, como a brasileira com ananás e beterraba ou a de courgette grelhada.

O horizonte verde dos jardins do Campo Grande é uma combinação pouco usual no coração de uma capital, o que, neste caso, permite uma refeição com equilíbrio e boa luz. Uma sopa fria de tomate e melancia abriu a refeição, numa reinterpretação do andaluz gaspacho, aqui com umas notas doces da fruta. A acompanhar, foi servido o espumante Messias, lançado este mês, muito cítrico.

Seguiu-se um ceviche de polvo com manga, cujo sabor forte foi harmonizado com um Chardonnay de 2013, o branco Quinta do Valdoeiro. O salmão com maçã e ananás que se seguiu pedia algo mais seco, que se revelou no Quinta do Penedo, do Dão, de 2013. A viagem de degustação seguiu para norte, com o tinto Dados reserva de 2009 feito só com duas castas. O tradicional bife à portuguesa, com batata frita chegou-nos com uma fatia de presunto. A refeição fechou com um fondant de chocolate e gelado de baunilha.

 

“Oferecer o melhor da cozinha portuguesa nos nossos restaurantes, dois espaços muito distintos que respondem, cada um à sua medida, às necessidades dos nossos clientes e hospedes” é a estratégia referida por Liliana Campos Diretora do Grupo NH Portugal, depois de um verão marcado pela abertura de portas do hotel a inúmeros e concorridos eventos como as festas temáticas ao ar livre.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.