Cervejaria Trindade Regressa às Origens Conventuais

trindade_01Reportagem de Tânia Fernandes

O hábito, aqui, não veste o monge, mas caracteriza o personagem  que nos satisfaz os prazeres da gula. A Cervejaria Trindade renovou o espaço, aproximando-o da sua origem histórica.

Os clientes podem hoje aqui entrar para sentir a experiência de comer num mosteiro com mais de 800 anos de história.

A música ambiente gregoriana acompanha as refeições, os empregados envergam hábitos de monge, a sala da cervejaria encontra-se mobilada com mesas e bancos corridos e há apontamentos decorativos como tochas e candelabros com velas. Os painéis de azulejo estão em processo de restauro mas destacam-se agora pela forma como a sala se encontra iluminada.

Do menu continua a fazer parte o marisco fresco, o bacalhau (muito requisitado pelos estrangeiros) e os bifes que dispensam apresentação em território luso, com uma variedade de molhos a marcar a diferença. A doçaria conventual sai reforçada nesta nova carta com a presença das natas do céu, toucinho-do-céu, pão-de-ló do convento de Alfeizerão, a gemada à cardeal ou o pudim de abade de Priscos.

A tradição mantem-se na mais antiga cervejaria portuguesa, que ganhou agora cor e brilho. Quando entrar para o petisco, lembre-se de que está num espaço que já foi o refeitório da antiga ordem conventual da Santíssima Trindade e que é hoje considerado património cultural da cidade de Lisboa.

A Cervejaria Trindade abre, diariamente, das 10h00 às 00h00. Sextas-feiras, sábados e vésperas de feriado encerra às 01h00.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.