Centro De Arte E Cultura Da Fundação Eugénio De Almeida Expõe Obras De Mais De 180 Artistas

Uma exposição coletiva de mais de 180 artistas nacionais e estrangeiros, como Júlio Pomar, pode ser visitada no Centro de Arte e Cultura (CAC) da Fundação Eugénio de Almeida (FEA) até ao dia 29 de setembro de 2019.

A exposição coletiva, intitulada STUDIOLO XXI – Desenho e Afinidades, com curadoria de Fátima Lambert, faz “uma aproximação ao desenho e aos caminhos que ele percorre hoje, nas suas afinidades com outras formas de expressão artística que incluem a escultura, o vídeo, a instalação e a performance”.
A exposição convida os visitantes a fazerem “uma caminhada estética através das obras de mais de 180 artistas, nacionais e estrangeiros”, num “percurso que permite fruir a lentidão ou a fugacidade, a duração ou sofreguidão”, indicou o CAC. Segundo os organizadores, esta “viagem” permite a “oportunidade de olhar para o estado da arte hoje e, sobretudo, para o caminho que o desenho tem feito ao longo das últimas décadas”.

Júlio Pomar, Júlio Resende, José Pedro Croft, Pedro Calapez, Álvaro Lapa, Alice Geirinhas, João Cutileiro, Ana Hatherly, Álvaro Lapa, António Palolo, Albuquerque Mendes, Cristina Ataíde, Sofia Pidell ou Sebastião Resende são alguns dos artistas representados na exposição, que vai ocupar o primeiro piso do Centro de Arte e Cultura.

A exposição pode ser visitada de terça-feira a domingo, entre as 10h00 e as 18h00, e os bilhetes custam 2 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.