Centro Cultural De Cascais Apresenta A Exposição Si Tú Me Olvidas

O Centro Cultural de Cascais apresenta ao público a exposição Si Tú Me Olvidas, de Tamia Dellinger e Alejandra Ferrer.

Partindo de um poema de Pablo Neruda, com o mesmo título, Si Tú Me Olvidas propõe-se pensar o tema da memória e a sua precariedade.

Tamia Dellinger recorre a processos fotográficos, imprimindo imagens no interior de cascas de ovos, superfícies que, pela sua própria natureza, rapidamente deixarão de existir, contrariando a tentativa de preservar as imagens que suportam. O vídeo produzido pela artista, com o mesmo título da exposição, documenta a destruição de uma imagem sobre papel fotossensível.

Os objetos de Alejandra Ferrer antecipam acções que se relacionam com a sua utilidade. Recorrendo a diferentes materiais, as facas criadas pela artista contêm ficções sobre acções passadas e mantêm a possibilidade da repetição do mesmo movimento.

Os trabalhos destas duas artistas são colocados em diálogo ao longo da exposição. Elas recorrem a diferentes materiais para construir uma narrativa com um fio condutor comum: a passagem do tempo. E o confronto entre os seus trabalhos no espaço expositivo acentua a vulnerabilidade de uns objetos e a brutalidade dos outros.

Tamia Dellinger (Funchal, 1993) é licenciada em Arte Multimédia, especialidade de Fotografia, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e estudou joalharia no Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual (Lisboa). Atualmente é assistente de exposição no Museu Coleção Berardo, repartindo-se a sua atividade artística e profissional pela fotografia e pela joalharia. Desde 2016, os seus trabalhos integram regularmente exposições coletivas organizadas por diversas galerias e pelo Arquivo Municipal de Lisboa.

Alejandra Ferrer Escobar (Medellín, 1988) licenciou-se em Design de Moda na Universidad Pontificia Bolivariana e estudou Joalharia em Medellín, Colômbia, e no Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual (Lisboa). É chefe de cozinha num restaurante em Lisboa. Desde 2012, os seus trabalhos de joalharia estiveram patentes em catorze exposições individuais e coletivas na Colômbia, em França, Espanha e Portugal.

A exposição pode ser vista até ao dia 12 de maio, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00. Os bilhetes custam 5 euros e podem ser adquiridos no local.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.