CCB Apresenta Noite Dupla De Ópera

O Centro Cultural de Belém apresenta nos dias 6, 8 e 10 de março de 2019 um cartaz duplo com óperas fundamentais do Século XX – O Castelo do Barba-Azul, e a Voz Humana, com direcção musical de Joana Carneiro, encenação de Olga Roriz e o coro da Orquestra Sinfónica Portuguesa, numa coprodução do TNSC e do CCB. O espetáculo está inserido no Ciclo sobre a Solidão – Sete Rosas mais Tarde.

Numa noite dupla de ópera, apresentam-se duas obras que nos fazem pensar sobre a condição humana e sobre a solidão.

O Castelo do Barba-Azul é uma ópera em um ato, estreada em 1911, inspirada num conto de Charles Perrault, com música de Béla Bartók e libreto de Béla Balázs, e encerra uma reflexão profunda sobre a sociedade atual e a dificuldade de integração do indivíduo, tantas vezes condenado pelo seu próprio individualismo à solidão. Judith, a quarta esposa de Barba-Azul, chega ao castelo do marido e interroga-se sobre o que terá acontecido a?s anteriores mulheres e sobre o que existe realmente por detrás das sete portas trancadas naquele sombrio castelo.

A Voz Humana, a peça teatral em um ato que Jean Cocteau estreou em 1928 e que Francis Poulenc adaptou para ópera trinta anos mais tarde, desenrola-se num quarto onde uma mulher sem nome e abandonada pelo amante, Elle, tenta desesperadamente recuperar o amor perdido durante uma longa conversa telefónica. É uma tragédia lírica sobre o medo de romper, de ficar só, de perder quem se ama.

As produções contam com concepção cenográfica de Olga Roriz, Cristina Piedade e João Pedro Fonseca, os músicos da Orquestra Sinfónica Portuguesa e Joana Carneiro como Maestrina Titular, e as interpretações de Marcell Bakonyi no papel de Barba-Azul, Allison Cook no papel de Judite e Alexandra Deshorties no de Ela.

O espetáculo pode ser visto no Grande Auditório do CCB, nos dias 6 e 8 de março, às 20h00 e no dia 10 de março, às 16h00, com uma duração aproximada de 1h40 sem intervalo.

Os bilhetes estão à venda no local e online e custam entre 24 euros e 56 euros.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.