Jazz Em Agosto Na Gulbenkian Apresenta Cartaz De Luxo

JEA_2016A 33ª edição do Jazz em Agosto da Fundação Calouste Gulbenkian tem lugar, este ano em que também se comemoram os 60 anos de Fundação, entre os dias 4 e 14 de agosto.

Os nomes que formam o cartaz foram conhecidos na passada terça feira, entre os quais se destaca o guitarrista americano Marc Ribot, que participou na edição de 2014 do festival, e o baterista norueguês Paal Nilssen-Love.

Ribot sobe ao palco do Anfiteatro ao Ar Livre logo no arranque do festival no dia 4, juntamente com os Young Philadelphians – uma formação de dois guitarristas, baixista e baterista –, que serão também acompanhados pelos Lisbon String Trio. O guitarrista americano voltará a estar em destaque no dia 5: irá acompanhar à guitarra a projecção do filme Shadows Choose?Their Horrors.

Já Nilssen-Love traz consigo, no dia 14, a Large Unit, que faz inteiramente jus ao seu nome, com uma formação que inclui trompetista, trombonista, dois saxofonistas, guitarrista, dois contrabaixistas, dois bateristas, dois percussionistas, e a lista não se esgota aqui.

Este ano teremos também a representação portuguesa Tuba and Drums Double Duo. Esta formação conta com dois elementos do trio TGB – Sérgio Carolino na tuba e Alexandre Frazão na bateria (sem Mário Delgado na guitarra) – aos quais se juntarão Oren Marshall, também na tuba, e Mário Costa, também na bateria.

Para além destes, o resto do cartaz conta ainda com os Snakeoil de Tim Berne, Pulverize the Sound, a White Desert Orchestra de Eve Risser, Ava Mendoza, Thomas de Pourquery, Tetterapadequ, Petite Moutarde e Z-Country Paradise.

Finalmente, convém relembrar que, para além dos concertos no Auditório ao Ar Livre, há ainda um conjunto de outros eventos, desde projecções de filmes e da conversa “Sharpen Your Needles” com David Toop e Evan Parker, até ao lançamento do livro “The Sound of the?North – Norway and?the European Jazz Scene com a presença do autor, Luca Vitali.

Por Daniel Carvalho

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.