Cabaret Alemão em Lisboa no Teatro do Bairro

cabaret_05Reportagem de Madalena Travisco e Joice Fernandes
 

Ontem, já passava das 22h30, o Teatro do Bairro em Lisboa revestiu-se de cabaret à séria, onde boémios e pensantes se juntam num lugar onde se faz arte, para manifestações quase espontâneas de recitações ou de canções, a partir de um pequeno palco ladeado por dois músicos, um ao piano com luz de velas, outro ao acordeão.

Em Cabaret Alemão, as canções de compositores da década de 30 do século XX – com os poemas adaptados e reinterpretados – misturam-se com temas mais contemporâneos mas intemporais dos textos de Luísa Costa Gomes.

“Allein in einer grossen Stadt”, cantado na língua original, dirigiu as atenções para o palco e para as projeções na parede que traduziam daquela língua gutural: “Vivemos na grande cidade e estamos sempre tão sozinhos”.

Com os olhos postos nos dias de hoje, o teatro musical com forma de cabaret, enreda o projeto europeu e a ocupação de Portugal pela Alemanha, fazendo as protagonistas tremer, dobrar-se ou reformular atuações sempre que pressentem ou visionam quem lhes parece ser a chanceler.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com encenação de António Pires, Maria Rueff e Sofia de Portugal protagonizam este Cabaret Alemão.

A partir de 17 março,  às segundas e terças-feiras, às  22h00, com preços que variam entre os 10 euros (lugares de pé) e os 18 euros (lugares sentados).

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.