Byfurcação Surprende-nos Com Alice – O Outro Lado Da História No Júlio De Matos

Reportagem de Elsa Furtado (Texto e Fotos)

Quem não conhece a estória da menina de vestido azul e avental branco que avista um coelho branco e o segue pelo jardim até cair num buraco fundo e entrar assim no Mundo Fantástico das Maravilhas, onde domina a implacável Rainha de Copas?

Assim entramos no mundo imaginário criado por Lewis Carroll no século XIX, e publicado pela primeira vez em 1865, encantando gerações desde então.

Mas tal como tudo, todas as estórias têm um outro lado, e a história de Alice tem um outro lado, mais negro e menos maravilhoso, que o colorido e louco País das Maravilhas.

E é este lado da história, que a Byfurcação agora nos apresenta, em Alice o Outro Lado da História, em cena às quintas, sextas e sábados no Pavilhão 30 do Hospital Júlio de Matos em Lisboa.

Previne-se de antemão o leitor e potencial espetador que esta não é uma peça romântica, nem alegre, nem o ambiente é colorido e mágico como numa estória. Esta não é uma peça para estômagos fracos.

Alice o Outro Lado da História dá-nos a conhecer a verdadeira história de Charles Lutwidge Dodgson e de Alice Liddell, uma história que tem mais do que aquilo que se vê à primeira impressão, uma história que aos olhos das mentalidades e moral dos dias de hoje não é assim tão idílica.

A peça tem mais de duas horas de duração, ao longo das quais os espetadores seguem os atores por diversas salas e ambientes entrando no universo das personagens, à boa maneira do teatro imersivo.

Para não estragar a experiência, não vamos adiantar mais sobre o enredo, nem o que vai acontecer, vamos deixar essa tarefa para o espetador. Vamos apenas referir o excelente trabalho do elenco que nos envolve do princípio ao fim. De salientar as interpretações de Isabel Guerreiro no de Alice e de Sofia Nicholson – no papel da mãe (e de uma outra personagem que não vamos revelar).

Uma coisa é certa, depois de ver esta peça, nunca mais vamos olhar para Alice no País das Maravilhas da mesma maneira.

Alice o Outro Lado da História resulta de um trabalho minucioso de investigação de Paulo Miguel Ferreira, que também assina o texto, e encenação de Encenação João Ascenso.

Do elenco fazem ainda parte Filipe Albuquerque, Gonçalo Romão, Isabel Guerreiro, João Bandeira, Laura Barbosa, Patrícia Duarte, Paulo Miguel Ferreira, Ricardo Lérias.i

A peça tem sessões (para já) até ao fim do mês de fevereiro, todas as quintas, sextas e sábados, pelas 21h30, no Pavilhão 30 do Hospital Júlio de Matos em Lisboa, estando grande parte das sessões já esgotadas. Os bilhetes estão à venda online e alguns locais habituais, no local e podem ser feitas reservas por telefone ou email (Tm:93 810 96 44 ou 93 456 57 53 | reservas@byfurcacao.pt) e custam 25 euros por pessoa.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.