Biblioteca Nacional Dedica Exposição Ao Poeta Al-Mu’tamid

A Biblioteca Nacional apresenta até 9 de maio, na Sala de Referência a mostra: Al-Mu’tamid – poeta do Gharb al-Andalus.

Al-Mu’tamid ibn’Abbãd (Beja, 1040 – Agmate, 1095), poeta árabe do al-Andalus e rei de Sevilha durante o período islâmico medieval da Península Ibérica, é homenageado nesta mostra, comissariada por Fabrizio Boscaglia, Maria João Cantinho e Hugo Maia, nos 980 anos do seu nascimento.

A mostra destaca a figura de Al-Mu’tamid enquanto poeta, assim como a sua ligação às cidades de Beja e Silves no ocidente peninsular (em árabe, Gharb al-Andalus), e ainda aspetos da sua receção e interpretação em Portugal e a nível internacional e interdisciplinar.

Quem vive dos ardis da ilusão
e, assim, se aparta do amigo
poderá encontrar consolação?

Al-Mu’tamid, tr. A. Alves

Os versos de Al-Mu’tamid, a sua vida e as suas peripécias ao longo dela – sobretudo com o seu amigo, grão-vizir e poeta de Silves,  Ibn’Ammãr (1031–1086) –, têm inspirado muitos autores, intelectuais, artistas e músicos ao longo dos séculos e nas várias culturas do mundo. Entre eles, a mostra destaca Fernando Pessoa, bem como o intelectual e ativista andaluz Blas Infante Pérez, ambos tendo contribuído, na década de 1920, para a salvaguarda do legado cultural do próprio Al-Mu’tamid.

A mostra apresenta trabalhos de alguns estudiosos, tradutores, historiadores e arabistas contemporâneos, entre os quais Garcia Domingues, António Borges Coelho e Adalberto Alves. Do arquivo privado deste último, vem uma parte do material da mostra, a integrar livros e documentos do acervo da Biblioteca Nacional de Portugal.

A exposição pode ser visitada de segunda a sexta feira, das 9h30 às 19h30; e sábado das 9h30 às 17h30. A entrada é gratuita.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.