Barraca Apresenta Mariana Pineda

Mariana Pineda de Federico García Lorca é a peça que a Barraca leva a cena, com encenação de Maria do Céu Guerra.

A peça conta a história de Mariana Pineda, que foi levada ao garrote a 26 de Maio de 1831, na altura com 27 anos. E a Barraca escolheu apresentar esta peça este ano, data em que se assinalam 150 anos da Abolição da Pena de Morte no nosso país.

Obra de Teatro do poeta e dramaturgo espanhol Federico Garcia Lorca baseada na vida e lenda de Mariana Pineda Muñoz, figura destacada da resistência liberal (chamada no tempo de Anarquista) à tirania de Fernando VII na Espanha do séc. XlX. Estreou-se em 1927. Escrita pelo poeta entre 1923 e 1925, a primeira montagem foi dirigida pelo autor, teve cenário de Salvador Dali sendo a protagonista a grande actriz catalã, interprete maior de Lorca Margarita Xirgú, ambos amigos e colaboradores da Companhia A Barraca de Lorca, cujo projecto inspirou A Barraca de Portugal.

O autor evitou o tratamento político da protagonista, fazendo dela uma personagem romântica, uma amorosa de profundo recorte ético.

Garcia Lorca quis criar uma heroína da Liberdade em tempo de opressão. Mas apoiou o texto politico com uma história de amor. Amor que se ergue contra o abuso do homem sobre a vontade da mulher, amor que prefere a morte a ceder à prepotência.

São também da sua autoria a música e os desenhos da peça.

Em palco vão estar Rita Lello no papel da protagonista, Mariana Abrunheiro, Adriana Queiroz, Paula Guedes, João Maria Pinto, Ruben Garcia, Sérgio Moras, Adérito Lopes, Sónia Barradas, Samuel Moura, Cláudio Castro, Henrique Abrantes e a jovem Carolina Medeiros.

A peça, classificada para maiores de 12 anos, pode ser vista até dia 3 de dezembro, de quinta a sábado às 21h30 e domingo às 17h00. Os bilhetes estão à venda no local e custam 15 euros e 10 euros à quinta feira.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.