Restaurante Barbatana À Conquista do Amoreiras Shopping Center

Barbatana
Barbatana

Reportagem de Marta Plácido (Texto e Fotos)

Fazer uma refeição num centro comercial já não é o que era, principalmente quando falamos do Amoreiras Shopping Center e do seu renovado e inovador food court que tem conseguido captar propostas gastronómicas de elevada qualidade.

É assim que chega ao Amoreiras o Barbatana, o mais recente “filho” do prestigiado restaurante Porto de Santa Maria, no Guincho, com carta assinada pelo seu Chefe criativo Miguel Laffan.

Miguel Laffan, desde sempre apaixonado por peixe e marisco, lançou-se no desafio de democratizar o consumo destas iguarias, mantendo a qualidade, a frescura e o sabor numa carta que pretende ser uma experiência única mas despretensiosa, direcionada a um público urbano que procura uma refeição rápida mas que ainda assim seja um momento de prazer saudável, com um toque de requinte e com uma boa relação qualidade preço.

A combinar com uma carta a saber a mar, o espaço encontrado para criar o Barbatana tem o privilégio de ter amplas janelas com vista para o exterior e que permitem a entrada de muita luz natural, num ambiente inspirado no Oceano Atlântico, com predominância dos tons de branco e azul entre as imagens vibrantes de peixes, a razão de ser do Barbatana.

A concepção do Barbatana foi pensada de forma a criar três zonas distintas, com menus e propostas diferenciadas. O restaurante, com capacidade para 50 pessoas, dispõe de uma carta mais extensa que integra pratos mais elaborados, com um foco principal no peixe e no marisco. No food court, um balcão com um menu diário mais simples, sempre em torno do peixe, e uma zona de Balcão, com 10 lugares, que numa primeira fase servirá o menu do food court mas que a partir de setembro passa a ser a “Mesa do Chef” com um menu de degustação diário.

Quem for ao restaurante do vai encontrar na ementa pratos como caril de peixe ou camarão, cataplana de peixe ou marisco, arroz de peixe, marisco ou polvo. A estes pratos principais acresce o conceito do peixe do dia, sendo o cliente a escolher a sua forma de preparação e confecção, onde as opções são mais que muitas, remetendo para sabores mais nacionais e tradicionais, mas também com possibilidade de apelar ao estilo oriental, que marca a cozinha do Chefe Miguel Laffan.

Aqui o bife também marca presença, mas não é um bife qualquer até porque a concepção é do Chefe Miguel Laffan! São 200gr de vazia de vaca maturada a 30 dias, com um acompanhamento composto por batata frita à inglesa, esparregado, salada de cogumelos, aipo e parmesão, e com molho barbatana.

Nas sobremesas há Chocolate, Tropical, Baunilha, Fruta e Cítrico, numa alusão a paladares surpreendentes com ligações arrojadas, e também uma sobremesa tradicional que surge na degustação do mês de sobremesas típicas portuguesas para os clientes com paladares mais clássicos.

O menu do food court é composto por entrada, prato do dia, bebida e café, com opções de saladas, como por exemplo a Salada Ceaser com atum braseado e rábano branco, com propostas de tártaros, como o Tártaro Barbatana, composto por peixe branco, chutney de manga e espuma marítima.

Outras opções são os deliciosos torricados com bacalhau, polvo e escabeche algarvio, os noodles que são sempre uma aposta de Miguel Laffan, neste caso também com carne, os noodles com Vitelão BBQ.

Outra novidade deste menu é o  twist, que remete para ligações invulgares com sabores surpreendentes como é o caso das Gyosas de Caldeirada ou do wrap de sapateira. Há também Petiscos do Mar, como chamuças de bacalhau com natas e pataniscas de caranguejo, entre outras.

No marisco, o destaque vai para os sabores tradicionais e tão apreciados, como a cataplana de mexilhão

A carta de vinhos é nacional, com destaque para o vinho branco Barbatana, produzido pela Herdade da Monteira de Alcácer do Sal (Setúbal).

Miguel Laffan é o Chefe consultor e criativo, responsável de todo o projeto. Deixa a cozinha do Barbatana nas mãos da chefe executiva Paula Marques e de uma equipa jovem e experiente, capaz de tirar o melhor partido do património atlântico e de forte know how de cozinha japonesa, pelo que se esperam também algumas surpresas à volta do peixe cru.

O Barbatana está em funcionamento todos os dias, das 10h00 às 23h00.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.