Bairro da Vista Alegre em Ílhavo vai dar lugar a hotel de charme

VAAVai nascer no Bairro Operário da Vista Alegre, em Ílhavo, um inovador projecto de turismo em Portugal e que já há muito se aguardava. O memorando de entendimento foi assinado dia 1 de março, entre a Vista Alegre Atlantis, a Câmara Municipal de Ílhavo, a Agência para o Comércio Externo de Portugal – AICEP Portugal Global, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, e a Direcção Regional de Cultura do Centro.

O projeto tem um investimento anunciado de mais de 14,4 milhões de euros e potencia uma centena de postos de trabalho, numa acção co-financiados pelos Fundos Comunitários do QREN.

O Bairro da Vista Alegre tem 89 anos de história, e é único à escala europeia, pois existem habitações construídas para os operários, mas também um conjunto muito completo de equipamentos, como escola com infantário e creche, teatro, a cantina, posto de saúde, museu, cooperativa, corporação de bombeiros, barbearia e espaços desportivos, como um campo de futebol, um grémio (para a prática de boxe), um clube náutico e campo de ténis.

O projecto turístico inovador, integrado e de elevada qualidade, vai-se desenvolver em três eixos distintos: Um hotel de cinco estrelas, composto pelo Palácio da Vista Alegre, que será restaurado e reabilitado, e pela construção de um novo edifício que se estenderá pela frente ribeirinha do canal de Ílhavo da Ria de Aveiro (num investimento estimado de cerca de 11 milhões de euros); A recuperação da capela setecentista de Nossa Senhora da Penha de França (Monumento Nacional), do espaço fronteiriço envolvente e restantes áreas ajardinadas, que totalizará um investimento de cerca de 900 mil euros; A requalificação e ampliação do Museu da Vista Alegre que, desde 1964, alberga a produção histórica da Fábrica Vista Alegre, um projecto de valorização cultural que ascende a 2,5 milhões de euros.

Foi também assinado um Contrato de Comodato entre a Câmara Municipal de Ílhavo e a Vista Alegre Atlantis / Grupo Visabeira, visando a reabilitação do Teatro da Vista Alegre e das seis habitações agregadas, nas quais se vai instalar um laboratório de produção cultural multimédia, no âmbito da Rede Urbana para a Competitividade e Inovação da Região de Aveiro, financiada pelo Programa Operacional da Região Centro com um investimento de 400 mil euros.

Texto de Clara Inácio

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.