Atelier-Museu Júlio Pomar apresenta exposição Tratado dos Olhos

juliopomar2O Atelier-Museu Júlio Pomar acolhe de 28 de fevereiro a 28 de setembro a exposição Tratado dos Olhos, que se centra numa parte fundamental da obra de Júlio Pomar desconhecida de muitos: os escritos sobre arte que tem vindo a publicar desde os anos 40.

Esta exposição, com curadoria de Paulo Pires do Vale, “aproxima-nos de telas de Pomar em que a influência directa de outros pintores é determinante; de pequenos cadernos de apontamentos e de desenhos de viagens, de visitas a museus; de livros que leu ou ilustrou; das palavras e de entrevistas que deu ao longo dos anos. Deste modo, Tratado dos Olhos questiona o que é ver e propõe uma relação íntima entre o olhar, a mão e a palavra na obra – escrita e artística – de Júlio Pomar.”

Tratado dos olhos envolve ainda a publicação de três volumes com os textos de Júlio Pomar  (edição realizada pelo Atelier-Museu em parceria com a Documenta), um filme da realizadora Catarina Mourão, concebido e desenvolvido com o curador, a partir de textos de Júlio Pomar, dispositivos de exposição desenhados pelos arquitectos Joana Vilhena e Ricardo Carvalho (RCJV arquitectos), e ainda o catálogo da exposição, com textos do curador, de Catarina Rosendo, fotografias da exposição, das obras expostas e integrando o filme realizado para a ocasião.

No âmbito da mostra será também apresentado o filme Uma visita ao Louvre (2003) de Jean-Marie Straub e Danièle Huillet (a partir de textos de Cézanne). Para além disso, realizar-se-á um colóquio sobre Escritos de Artistas com a participação de  Júlio Pomar, Rui Chafes, Catarina Rosendo, Sara Antónia Matos e Paulo Pires do Vale.

Para além das Oficinas de Escrita, desenvolvidas no contexto do Serviço Educativo do Atelier-Museu, estão também previstas visitas guiadas com o curador.

A exposição tem entrada gratuita, e pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00.

Texto de Susana Sena Lopes

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.