Até Julho Celebra-se a Cereja

cerejasJunho e julho são meses conhecidos pela abundância de cerejas, especialmente Cereja do Fundão, e para não fugir à tradição, decorre até dia 6 de julho a Rota Gastronómica da Cereja do Fundão na Capital.

Durante três semanas vai ser possível comer e provar esta fruta de variadíssimas maneiras, desde bebidas, entradas, pratos principais e sobremesas, em 13 restaurantes de Lisboa, nomeadamente: Cantinho do Avillez (Chefe José Avillez; Eleven (Chefe Joachim Koerper – 1 Estrela Michelin); Feitoria (Chefe João Rodrigues – 1 Estrela Michelin); Tasca da Esquina (Chefe Vitor Sobral / Chefe Hugo Nascimento); Cervejaria da Esquina (Chefe Vitor Sobral/ Chefe Hugo Nascimento); Taberna das Flores (Chefe André Magalhães); Chapitô à Mesa (Chefe Bertílio Gomes); Cantina Ministerium (Chefe Nuno Bergonse); Laurentina “O Rei do Bacalhau” (Chefe Joana Byscaia); O Largo (Chefe Miguel Castro e Silva); De Castro (Chefe Miguel Castro e Silva); O Talho (Chefe Kiko Martins) e Fortaleza do Guincho (Chefe Vincent Farges – 1 Estrela Michelin.

Entretanto, para quem quiser ir até ao Fundão, ver as belezas da terra e provar as iguarias locais, tem até ao fim do mês a decorrer o Festival  Gastronómico  “Fundão, Aqui Come-se Bem – Sabores da Cereja”, no qual participam 19 restaurantes e cinco pastelarias locais, e onde a cereja vai ser o ingrediente principal.

cp_cerejas11Complementa os festejos, a reedição do Comboio da Cereja, com partida de Santa Apolónia, todos os sábados de junho até 12 de  julho e viagem até ao Fundão ( o último troço da viagem de autocarro). O bilhete inclui viagens de comboio no serviço Intercidades,visita pedonal guiada, pelo centro histórico do Fundão em direção ao local de almoço, com visita ao Museu da Moagem; almoço no restaurante Estalagem da Neve, (Pão caseiro de centeio e broa, sopa à beirã, arroz de carqueja com enchidos regionais, arroz doce à moda d’ aldeia ou papas de carolo, vinho da região, sumo, água e café); Início do circuito da Rota da Cereja em autocarro, com visita ao pomar de cerejeiras em Aldeia Nova do Cabo, com possibilidade de apanha e compra de cereja;Visita à aldeia histórica de Castelo Novo; e regresso à estação de Castelo Branco.

As viagens de comboio, à ida, são no Intercidades que parte de Lisboa Santa Apolónia às 8h16, e, no regresso, no Intercidades que parte de Castelo Branco às 19h25, com chegada a Lisboa – Santa Apolónia às 22h19. O preço por pessoa (com entrada em Lisboa) é de 50 euros.

Por Elsa Furtado
Fotos Arquivo C&H

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.