As Cadeiras De Eugène Ionesco Para Ver No Teatro Do Bairro

A peça de Eugène Ionesco, As Cadeiras estreia hoje no palco do Teatro do Bairro, em Lisboa, permanecendo em cena até ao dia 10 de novembro.

Com encenação de António Pires, a partir da tradução de Fátima Ferreira e Luís Lima Barreto, a peça conta com a interpretação de Carmen Santos, Luís Lima Barreto e Rafael Fonseca e com a música de Miguel Sá Pessoa.

Publicada em 1953, As Cadeiras é a terceira peça de Ionesco sendo considerada uma das suas obras-primas e um belo exemplo do seu teatro do absurdo. “Como é habitual em Ionesco, a peça repousa sobre uma ambivalência desconcertante, oscilando permanentemente entre o cómico e trágico, o sonho e o pesadelo.”

Num espaço indefinido, um salão com duas janelas e várias portas, rodeado de água, portanto isolado do mundo, e num entardecer simbólico que evoca a morte que se aproxima, um casal de velhos sem idade, mas com mais de 90 anos, está à espera de uma data de gente porque quer transmitir uma mensagem, algo muito importante que vai salvar a humanidade. Então as personagens vão chegando, mas como fisicamente não existem, vão sendo colocadas cadeiras em cena e os velhos vão falando com as cadeiras, como se estivessem lá pessoas, e vão recebendo estes convidados, vão falando com eles, com um coronel, com uma senhora, com várias figuras.

A peça pode ser vista de quarta-feira a sábado, às 21h30 e ao domingo, às 17h00. Os bilhetes, para o público em geral, têm um custo de 12 euros, sendo que para menores de 25 anos e maiores de 65 têm um custo de 6 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.